Prefeitura de São Caetano lança guia para facilitar acesso a medicamentos e empossa Conselho de Saúde

 

O acesso da população de São Caetano do Sul aos medicamentos disponíveis para retirada gratuita no município está mais fácil. Na noite de segunda-feira (1/4), a Prefeitura lançou o Guia de Medicamentos, um completo manual de assistência e atenção farmacêutica da Secretaria de Saúde. O evento foi realizado no auditório do Campus Centro da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul). Na ocasião também foi empossado o novo Conselho Municipal de Saúde.

 

O material relaciona os 295 itens que integram a cesta de medicamentos da Prefeitura, suas apresentações, princípios ativos e locais de entrega. De forma didática, o usuário também encontrará informações sobre o uso racional de medicamentos, insumos, fraldas, dietas, programas especiais, entre outras.

 

“A assistência à saúde se faz baseada no tripé de acesso às consultas, ao diagnóstico terapêutico (exames) e ao bem farmacêutico. E é esta última etapa que estamos fortalecendo nesta noite. Desde 2017, estamos reorganizando a oferta e a distribuição. Hoje, não faltam medicamentos em nossas unidades”, ressaltou o prefeito José Auricchio Júnior.

 

O chefe do Executivo lembrou que os 295 itens disponíveis atendem à 95% das receitas dos pacientes da cidade. “Por isso, cada morador deve carregar este guia consigo e pedir para o médico prescrever um item que conste nesta relação. Porque nós temos o medicamento e o paciente não tem custo algum por isso”, frisou.

 

O Guia de Medicamentos já está disponível para retirada gratuita nas Unidades de Saúde do município. Além disso, agentes da Prefeitura efetuarão a entrega nas residências, por meio de solicitação efetivada no Portal Saúde 24h (aplicativo ou site portalsaude24h.saocaetanodosul.sp.gov.br). Há, ainda, a versão digital para download no site www.saocaetanodosul.sp.gov.br. Esta nova edição atualiza a anterior, produzida em 2011.

 

POSSE

A noite também foi marcada pela posse do novo Conselho Municipal de Saúde. São 48 conselheiros, sendo 24 representantes do governo municipal, prestadores de serviços e profissionais da Saúde (12 titulares e 12 suplentes) e outros 24 representantes dos usuários (12 titulares e 12 suplentes). Todos integrarão o bloco por dois anos.

 

“Este Conselho vem aperfeiçoando a sua atuação desde a sua criação, em 1993. Hoje é polo indispensável dos debates na Saúde, além de fiscalizador dos atos do Executivo na área. Não tenho dúvidas de que os novos conselheiros manterão a tradição de órgão formulador de propostas para a nossa Saúde avançar ainda mais”, destacou Auricchio.

 

A secretária de Saúde, Regina Maura Zetone, adiantou que a primeira reunião do grupo será já nas próximas semanas, com a análise do Relatório Anual de Gestão da Pasta em 2018. “Que os novos conselheiros também participem de forma efetiva, apresentando soluções e nos auxiliando na condução de melhorias na área”, finalizou.

 

Como lidar com seu filho na

pré-adolescência
 

Alexandre Pedro, Psicanalista pela Sociedade Internacional de Psicanálise de São Paulo; Master Practitioner de PNL filiado ao NLP Academy; Hipnoterapeuta filiado ao International Board of Hipnosys e ao National Guild of Hipnotists

 

A fase da pré-adolescência, que engloba a faixa dos 10 aos 13 anos, não é um momento fácil. O período é de imensas transformações que mexem tanto com o lado físico como o psicológico, quando há maior interesse pela sexualidade, ainda que o fluxo mental continue mantendo-se no nível do brincar. E quando seu filho chega a esta fase turbulenta, é hora de saber como agir, sem desrespeitar este momento tão importante da vida dele.

 

Os pais devem compreender que esse é um período de mudanças fundamentais no gosto e nas características comportamentais dos filhos. Ao compreender esta transformação, os pais devem tratá-la como algo natural e, em vez da repressão, apostar na orientação.

 

Nessa fase, as regras devem ser estabelecidas, pois é agora, entre a infância e a adolescência, que os filhos devem incorporar os limites. Caso contrário, quando adulto, seu filho terá uma baixa capacidade de suportar frustrações e não saberá lidar com os desafios da vida.

 

Tanto as concessões como os limites devem ser estabelecidos de acordo com situações e comportamentos do pré-adolescente que, geralmente, tende a confrontar os pais.

 

As influências dos amigos começam a aparecer com bastante frequência, o que torna ainda mais importante conhecer a turma do seu filho, tanto para saber com quem ele está andando como para entender suas novas preferências e intenções.

 

Uma dica importante é incentivar a prática da atividade física, que favorece o desenvolvimento social e corporal, preparando o pré-adolescente para completar sua maturação no final da sua adolescência.

 

Vale lembrar que o vínculo de confiança mútua se estabelece quando os pais contam um pouco sobre a própria adolescência e passam também a escutar seus filhos de uma forma menos crítica e autoritária.

 

É fundamental se mostrar presente, sem parecer intrometido, respeitando o momento de ouvir e o momento de silêncio e de intimidade do filho. Em vez de ajudar, o questionamento constante e inquisitório pode gerar apenas ansiedade, medo e insegurança. Há situações em que tudo o que o pré-adolescente precisa é refletir sozinho.

 

Dia Internacional da Mulher 
 
Ginecologista alerta sobre incidência de candidíase nesta época do ano

Dias muito quentes trazem perigos à saúde íntima da mulher

 

Praia, piscina, cachoeira, sol e calor... ingredientes ideais para muita diversão e badalação, mas também época de redobrar a atenção quando se trata da saúde íntima da mulher. É nestes dias de calor mais intenso que aumenta a incidência de candidíase, uma infecção na região vaginal causada por um fungo, a candida albicans, que atinge três em cada quatro mulheres pelo menos uma vez ao longo da vida, alerta a ginecologista Juliana Pierobon, da Altacasa Clínica Médica, na capital paulista.

As mulheres, então, precisam redobrar os cuidados com a higiene, pois o fungo se manifesta quando há variação da acidez vaginal. “A vagina é habitada por vários microorganismos, dentre eles, bactérias e fungos, que compõem a flora vaginal. Se houver algum desequilíbrio, tanto na flora quanto no sistema imune da mulher, pode ocorrer uma proliferação dos fungos causando a candidíase”, esclarece a médica.

Os principais sintomas da doença, segundo a especialista, são ardor e coceira na região vaginal e um corrimento de cor esbranquiçada. Para prevenir a doença, alguns cuidados básicos devem ser tomados.

"As mulheres devem evitar manter o biquíni molhado no corpo por muito tempo, assim como evitar o uso de roupas em tecido sintético, principalmente nos dias mais quentes. O ideal é usar roupas leves, de tecidos naturais, que facilitem a ventilação nesta região. O fungo também pode se proliferar na flora vaginal devido ao uso de antibióticos ou corticóides sistêmicos, que podem desbalancear a flora”, orienta a ginecologista da clínica Altacasa.

Entre as opções para tratar a doença está o uso de antifúngicos à base de clotrimazol ou fluconazol, disponível na forma de creme vaginal, comprimido vaginal de dose única ou comprimido via oral. Os antifúngicos eliminam o fungo causador da candidíase e contribuem para restabelecer o frágil equilíbrio da flora da região íntima feminina. A posologia varia em cada caso, dependendo da paciente e da quantidade de sintomas. Não é necessário fazer qualquer tipo de tratamento dos parceiros, pois não se trata de uma DST.

"Os medicamentos restabelecem o equilíbrio da flora vaginal, diminuindo a quantidade de agressores. Além de utilizá-los, é importante também localizar a causa da candidíase para evitar que ela se manifeste novamente. Quando a doença é recorrente, deve-se investigar a possibilidade de diabetes, que pode tornar o ambiente vaginal mais ácido e, com isto, mais propício à presença da Candida albicans”, ressalta a ginecologista Juliana Pierobon.

Para prevenir a contaminação, a médica recomenda também o uso de sabonete neutro, além de evitar o uso de amaciantes e sabão em pó para lavar as peças íntimas femininas.


 

 

Doenças Vasculares Periféricas podem atingir até 20% da população

 

Sintomas como dificuldade progressiva para andar, manter-se em pé ou ainda o súbito aparecimento de dor e dedos frios e pálidos em pés ou mãos podem ser sinais de alerta

 

A Doença Arterial obstrutiva Periférica (DAOP) engloba um conjunto de doenças que cursa com a obstrução das artérias dos membros, com graves consequências para todos os territórios do corpo. É agravada por fatores de risco conhecidos, todos ligados à aterosclerose, sua principal causa, como o fumo, diabetes, hipertensão, hipercolesterolêmica, obesidade e vida sedentária. O Acidente Vascular Cerebral (AVC) e a obstrução das artérias de pernas que pode levar a amputações são bons exemplos disso.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), esse problema atinge em torno de 15% a 20% da população com mais de 55 anos.  

O acúmulo local de gordura determina a perda de elasticidade da parede dos vasos sanguíneos e pode obstruí-los em diferentes percentuais, prejudicando a circulação local.

“Dor na perna durante a caminhada, de qualquer tipo, deve ser sempre avaliada por um especialista. Além da dor, outros sinais, como a alteração da temperatura (fria) e cor (pálida) da pele, perda de pelos, unhas quebradiças ou o aparecimento de feridas de difícil cicatrização ajudam a identificar o problema”, explica Dr. Airton Mota, médico do CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa.

Dentre as opções de tratamento, a mudança no estilo de vida para minimizar fatores de risco é extremamente importante. Atitudes simples, como parar de fumar, praticar exercícios físicos e adotar dieta saudável são úteis.

Havendo necessidade, o médico poderá optar inicialmente optar pelo uso de medicamentos para a circulação com atividade física orientada para estimular a formação de novos vasos.

Com progressão da doença, que é muito acentuada pelo ato de fumar, pode haver a necessidade de outros tratamentos. A abordagem minimamente invasiva por meio da Angioplastia, que consiste na dilatação de estreitamentos produzidos pelas placas ou colocação de stent (semelhantes aos utilizados no coração) para manter os vasos abertos, representa ótima alternativa.

Esse tratamento poder ser realizado sob anestesia local com um mínimo tempo de internação, se comparado aos procedimentos cirúrgicos convencionais.

“Estes procedimentos estão ao seu alcance por meio da Radiologia intervencionista. Foram criados para desobstruir artérias dos membros, melhorar ou aumentar o fluxo de sangue na região, permitindo tratar os sintomas isquêmicos e salvar ou tentar salvar o máximo de membro viável”, finaliza Dr. Airton Mota.

 

Dr. Airton Mota Moreira, atua como médico da CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - especialista em Angiorradiologia e radiologista intervencionista, com formação pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), Residência Médica/MEC SP em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular Periférica, Doutorado na àrea pela USP/SP e Título de Especialista em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pela Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SoBRICE).

 

CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - centro médico e de pesquisas que é referência nacional e internacional nas áreas de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular, especialidades voltadas ao tratamento minimamente invasivo de doenças com o auxílio de métodos de imagem. Desde 1997, por meio de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) formada pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale, Dr. Airton Mota Moreira e Dr. André Moreira de Assis, o CRIEP oferece, aos pacientes, uma série de tratamentos por meio de técnicas e equipamentos tecnológicos mais avançados. Site: http://www.criep.com.br

 

Prefeitura de São Caetano cobra empresa por falhas no fornecimento de energia elétrica

 

Na última sexta-feira (29/03), o prefeito José Auricchio Júnior notificou a empresa Enel sobre os transtornos e prejuízos causados em São Caetano do Sul em virtude das recorrentes falhas no fornecimento de energia. O documento de quatro páginas cobra “providências de urgente necessidade” e também foi protocolado com cópia à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e aos Ministérios Públicos estadual e federal.

 

O relato de problemas ocorridos na cidade dá conta da suspensão do funcionamento do Atende Fácil, unidade responsável por 480 serviços públicos com média de visitação diária entre 1.300 e 1.800 pessoas. Trata ainda dos danos causados aos controladores semafóricos e câmeras de fiscalização eletrônica, comprometendo a segurança de motoristas e pedestres, além das interrupções de energia que afetam as unidades de saúde pública municipal. Os vários registros de reclamações da população também constam no documento.

 

“São danos que se acumulam, dia após dia, na Administração Municipal, nas residências, nas empresas e nos comércios que também são diretamente afetados, e que devem ser remediados com a maior brevidade possível para que não mais assolem nossa cidade”, afirma o prefeito no ofício. O documento finaliza com cobrança de “resposta com o posicionamento definitivo acerca dos prazos e medidas para o restabelecimento da normalidade” dos serviços em São Caetano do Sul.

 

Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia

 

Em 20 anos, o avanço do saneamento no Brasil pode reduzir gastos com saúde em mais de R$ 7 bilhões

Com a maior reserva de água doce do mundo, o Brasil ainda sofre com a falta de medidas para a conservação desse recurso essencial para a vida e para a atividade econômica. Segundo o levantamento mais recente divulgado pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS), 35 milhões de brasileiros não recebem água tratada e mais de 100 milhões não têm acesso a coleta de esgoto. Ainda de acordo com o estudo, apesar de avanços no saneamento, apenas 45% do esgoto gerado no País é tratado. “Essa  era uma pauta [esgoto] do século 19 que continuamos discutindo no século 21. Podemos comemorar algumas conquistas, mas ainda estamos muito atrasados quando falamos sobre a conservação da água”, afirma o doutor em Ecologia e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcelo Aranha.

O especialista lembra que investimentos para a conservação da água impactam positivamente na economia e trazem benefícios à saúde. “A conservação do recurso e ambientes mais limpos geram um entorno com condições humanas mais adequadas, diminuindo significativamente a disseminação de doenças ou a presença de agentes transmissores, como ratos e baratas”, explica. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cada dólar investido em água e saneamento resulta em economia de 4,3 dólares em saúde.

Várias cidades do mundo já verificaram na conservação da água resultados econômicos mais efetivos. Em Nova York (EUA), por exemplo, a manutenção da qualidade do recurso oferecido à população é feita por meio da proteção dos mananciais, conservação das nascentes e, com isso, precisam apenas de um sistema de filtragem e desinfecção para que a água esteja própria para o consumo. “Muitos países têm buscado manter a funcionalidade dos rios. O sistema desenvolvido em Nova York custou apenas 15% do que se gastaria com a opção tradicional de tratamento. Muitos exemplos comprovam que conservar é economicamente mais vantajoso que tratar o problema”, finaliza o especialista.

Economia bilionária

Considerando a projeção de avanço gradativo do saneamento no Brasil no período entre 2015 a 2035, estima-se que a economia na área de saúde, gerada pela redução de afastamento no trabalho e despesas no SUS, deve alcançar mais de R$ 7,2 bilhões no País, segundo informações divulgadas pelo Instituto Trata Brasil. Somente a coleta de esgoto para 100% da população, resultaria em uma diminuição de mais de 74 mil internamentos por doenças ligadas à contaminação da água.

Além do esgoto, a água também sofre com a contaminação industrial e o lixo que sobrecarrega os rios, favorecendo o assoreamento. “O resultado são inundações com muito mais frequência do que seria aceitável com as precipitações. Quando uma pessoa joga lixo no rio ou diretamente na natureza, sem considerar que esse ato traz um retorno à sociedade e a ela mesma, consideramos que esse comportamento é reflexo de um analfabetismo ambiental”, analisa o ecólogo.

 

Sobre a Rede de Especialistas

A Rede de Especialistas de Conservação da Natureza é uma reunião de profissionais, de referência nacional e internacional, que atuam em áreas relacionadas à proteção da biodiversidade e assuntos correlatos, com o objetivo de estimular a divulgação de posicionamentos em defesa da conservação da natureza brasileira. A Rede foi constituída em 2014, por iniciativa da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

 

Governo dá mais um passo rumo à desburocratização na abertura de empresas

 

Medida Provisória, prevendo registro automático nas juntas comerciais para alguns tipos de firmas, foi publicada no Diário Oficial da União

 

O governo federal vem estudando formas de simplificar e desburocratizar o registro de empresas já há alguns meses. E acenou com mais um passo nesse sentido: no último dia 14/3, quinta-feira, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a Medida Provisória (MP) 876/2019 que prevê o registro automático nas juntas comerciais de firmas constituídas como Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e Sociedade Limitada (Ltda).

Com a medida, as firmas acima citadas poderão ser registradas sem a exigência de autenticar previamente documentos em cartório. Segundo dados da União, esses tipos de empresas representam atualmente 96% das que procuram registro. Outra informação relevante,  a favor da agilização do processo: menos de 1% desses pedidos são indeferidos após análise de documentos.

Para Mauro Fontes, consultor de negócios e empreendedorismo e CEO da Contabilivre, a MP é importante porque facilita a criação de empresas. “Elimina burocracias desnecessárias, reduzindo alguns gastos e acelerando o tempo para a abertura de pequenos empreendimentos”, diz o consultor.

Com a MP, a declaração do advogado ou do contador da empresa passa a ter fé pública. Isso significa que será conferida validade à palavra desses profissionais, ao representarem a empresa na junta comercial, atestando a autenticidade dos documentos  apresentados. “Não haverá mais necessidade de cópia autenticada”, explica Mauro.

Seguindo o trâmite legal, a MP passará por análise em uma comissão especial formada por deputados e senadores. Depois dessa etapa, o texto da medida será enviado à Câmara dos Deputados e, se aprovado, seguirá para o Senado.

 

O entrevistado:

Mauro Fontes é CEO da Contabilivre e consultor de negócios e empreendedorismo. Graduado em contabilidade e administração de empresas, ele atua há mais de vinte anos no mercado. Com habilidade em oferecer consultoria contábil e tributária para empresas de diferentes portes, Mauro Fontes é hoje palestrante e mentor na área de empreendedorismo e gestão financeira.

Mais sobre a Contabilivre: liderada por seu fundador e CEO, Mauro Cesar Fontes, a startup está no mercado desde 2015 e é voltada para o atendimento a micro e pequena empresas, comerciais ou prestadoras de serviços. A Contabilivre realiza a abertura de empresas e toda a escrituração online, além de documentos como folha de pagamento, emissão de notas fiscais e guias de impostos. Dispõe de uma equipe de contadores motivados e prontos para agilizar e facilitar a vida dos pequenos empresários, que como sabemos, já enfrentam inúmeras dificuldades na condução de seus negócios. A ideia é que a contabilidade deixe de ser problema para virar solução e até motivo de felicidade, pois passa a demandar um esforço mínimo do empreendedor. Saiba mais em www.contabilivre.com.br

 

Exercícios para o corpo, preparação para a vida

Honorio Petersen Hungria Junior

 

O corpo humano necessita de movimento. Nossos músculos e ossos têm uma função muito importante que é o estímulo do metabolismo. Através do movimento é que garantimos a boa qualidade do funcionamento de todos os sistemas, como o coração e pulmões, equilíbrio hormonal e controle da absorção de açúcares e gorduras. Este movimento deve ser sistematizado e organizado sendo assim conhecido como exercício físico ou atividade física.

O sistema neurológico também é beneficiado. Uma pesquisa realizada por neurocientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovaram que estudantes que se saem bem em atividades físicas também repetem o mesmo desempenho positivo nos estudos. Entre os jovens examinados, os que eram adeptos de práticas esportivas tiveram desempenho 20% superior aos alunos sedentários.

O sedentarismo, inclusive, é responsável pelo aparecimento das doenças crônico degenerativas. São doenças em geral silenciosas que se instalam lentamente e causam graves problemas de saúde, podendo levar uma pessoa sedentária à invalidez ou até a morte. Entre elas tem-se: obesidade, hipertensão, coronariopatias, diabetes, lesões ósteo-articulares, perdas de massa óssea e muscular devido ao o avanço da idade, entre outras.

Os números, já encontrados pela ciência que quantificam nosso corpo, são impressionantes. Temos 86 bilhões de neurônios que fazem o dobro disso de sinapses entre eles, e 639 músculos que conectam 206 ossos. Os músculos, por sua vez, possuem 250 milhões de células chamadas de fibras que são inervadas por 420 mil nervo motores.

As ações de movimento que somos capazes de fazer são mais fantásticas ainda, vejam os ginastas, os skatistas e surfistas, os escaladores e nadadores, os dançarinos e bailarinas. O movimento humano é perfeito, assim como tudo que fazemos com boa vontade e paixão.

Além da proteção de nosso sistema locomotor, os exercícios físicos permitem que os efeitos do envelhecimento não se instalem tão precocemente e também sejam reduzidos a índices mínimos. A musculação, por exemplo, tem função importante na proteção cardiorrespiratória e no condicionamento cardíaco de pessoas debilitadas. A vantagem está no controle de todas as variáveis envolvidas com os exercícios, entre elas: volume, intensidade, amplitude, intervalo, frequência cardíaca e combinações de exercícios.

Qualquer pessoa, seja um trabalhador braçal, um operador de máquinas, uma digitadora ou telefonista, um executivo, músico, estudante e principalmente aposentado podem e devem se ater a prática da musculação. A maioria das tarefas laborais são rotineiras e repetitivas e causam lesões musculo-esqueléticas a médio e longo prazo. Um corpo protegido pela musculação tem reduzidas as chances de apresentar lesões por esforços repetitivos.
 

Honorio Petersen Hungria Junior é Educador Físico e Coordenador das Atividades Extracurriculares do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.

 

MAIS DE 60 ANOS DE HISTÓRIA

 

 

LEITURA ONLINE

 

Confira todas as edições do Jornal de S. Caetano na íntegra! 

PUBLICIDADE

 

Confira nossa tabela de preços e reserve seu anúncio!

 

FALE CONOSCO!