Câmara de São Caetano homenageia bispo Dom Pedro Cipollini

 

A Câmara de São Caetano do Sul homenageia o bispo diocesano de Santo André, Dom Pedro Carlos Cipollini em sessão solene que será realizada na próxima quinta-feira, 23, no plenário do poder Legislativo.

Natural de Caconde, Dom Pedro é mestre em Direito Canônico e doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma. Foi professor da Universidade Católica de Campinas, tendo sido nomeado bispo de Santo André em 2015.

A sessão solene tem início às 19 horas, no Plenário dos Autonomistas, localizado na avenida Goiás, 600

 

Prefeitura de São Caetano do Sul abre inscrições para educação profissional técnica gratuita

 

A partir desta quinta-feira (16/05), a Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Educação, abre inscrições para o processo seletivo classificatório à educação profissional técnica, que será oferecida a partir do segundo semestre de 2019, no período noturno. Há 35 vagas para cada um dos seguintes cursos técnicos: Administração, Contabilidade, Informática, Logística e Publicidade. Os cursos, gratuitos, ocorrem na Escola Municipal de Ensino Professora Alcina Dantas Feijão, localizada à rua Capivari, 500, Bairro Mauá.

 

Podem se inscrever moradores da cidade que tenham concluído o Ensino Médio (ou estejam cursando no mínimo o 2º ano). As inscrições devem ser feitas online, no site

www.alcinadantas.com.br até às 17h30 do dia 09/07. No ato da inscrição o candidato deverá fazer a opção para dois cursos distintos.

 

TESTE CLASSIFICATÓRIO

Os candidatos deverão realizar um teste classificatório, no dia 11 de julho (quinta-feira), com início às 20h e término às 22h30, na EME Professora Alcina Dantas Feijão. O preenchimento das vagas obedecerá à ordem de classificação no teste.  A lista dos classificados será publicada no Diário Oficial Eletrônico, no site da Prefeitura (www.saocaetanodosul.sp.gov.br), e reproduzida no site da escola no dia 17/07, após às 9h. As matrículas serão realizadas no período de 18/07/2019 e 19/07/2019, das 9h às 17h. Mais informações na secretaria da Escola, ou pelo telefone (11) 4238-3157.

Prefeitura de São Caetano lança Programa Segurança 360° e empossa conselho do setor

 

A Prefeitura de São Caetano do Sul tem a Segurança como um de seus principais pilares. Embasado nesta diretriz, o prefeito José Auricchio Júnior lançou o Programa Segurança 360°, que tem como destaque a implantação de amplo sistema de monitoramento por meio de 220 novas câmeras. O ato foi realizado na noite de quarta-feira (15/5), no Espaço Nelly Pellegrino, no prédio onde funciona a Câmara Municipal.

 

O novo sistema de monitoramento terá câmeras de alcance diferenciado, softwares, hardwares, manutenção e substituição de equipamentos, além de profissionais para o monitoramento. O edital foi assinado pelo chefe do Executivo durante a cerimônia.

 

“Trata-se de um sistema completo de monitoramento, com 220 câmeras instaladas em pontos estratégicos, previamente definidos pelas Forças de Segurança, representadas pelas Polícias Militar e Civil, e pela nossa GCM , explicou Auricchio.

 

O Programa Segurança 360º reúne ainda o Detecta (barreiras inteligentes com outras 64 câmeras de leitura de placas); aquisição de drones e capacitação de guardas municipais para operá-los; nova frota, armamento e uniformes da GCM; e a Parceria Público-Privada da Iluminação, que prevê a troca de todas as lâmpadas de vapor de sódio por LED.

 

O prefeito também antecipou a criação do GPS (Gabinete Permanente de Segurança). “Serão reuniões mensais com os representantes do alto escalão das Polícias Militar e Civil, da GCM, e da Secretaria de Segurança. Desta forma conseguiremos delinear ações efetivas para levar cada vez mais segurança ao morador de São Caetano do Sul. Temos de aproveitar esta integração das Forças de Segurança, jamais vista na cidade”, finalizou Auricchio.

 

O evento foi prestigiado por secretários municipais, vereadores e autoridades das Forças de Segurança, como o comandante da GCM (Guarda Civil Municipal), Claudinei da Silva Magalhães, o comandante da CPA/M-6, coronel Renato Nery Machado, o comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar, Rodrigo Rocco Razuk Maluf, a delegada titular de São Caetano do Sul, Kátia Regina Cristófaro Martins, e o delegado Cristiano Domingues Alves, além de representantes do Tiro de Guerra e do Corpo de Bombeiros.

 

Os novos investimentos no setor têm o objetivo de fazer São Caetano alcançar posição ainda mais destacada na Segurança. Levantamento divulgado pelo Instituto Sou da Paz na semana passada colocou a cidade como a mais segura da Região Metropolitana e a terceira de todo o Estado de São Paulo entre municípios com mais de 50 mil habitantes.

 

COSEM

No mesmo ato foi empossado o Cosem (Conselho de Segurança Municipal) para o biênio 2019/2021, com 40 representantes, sendo 20 da sociedade civil, 12 do Poder Público, e oito das polícias Militar e Civil, Tiro de Guerra e Corpo de Bombeiros. “Este novo Cosem ampliará a integração entre o Poder Público, as Forças de Segurança, e a sociedade civil”, resumiu o presidente do Conselho e secretário municipal de Segurança, Jorge Martins Salgado

 

Pró-Memória celebra dia do Artista Plástico com exposição, palestra e postais

 

Comemorado no Brasil em 8 de maio em homenagem à data de nascimento do pintor brasileiro José Ferraz de Almeida Junior (1851-1889), considerado um ícone entre os nomes mais importantes das artes plásticas no século XIX, o Dia do Artista Plástico é celebrado pela Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul com três atrações.

 

Disponível no site da instituição (www.fpm.org.br), Obras Análogas no acervo da Pinacoteca Municipal é a exposição virtual de maio. Contando com 20 trabalhos e apresentadas de par em par, a mostra traz obras   reunidas, pela semelhança que possuem em seus temas. Cabendo ao visitante, traçar as diferenças existentes, já que o ato criador já se inicia no momento do primeiro olhar.

 

Já no próximo dia 27, às 15h, a Pró-Memória realiza a palestra O que é ser artista – Reflexões sobre o fazer e pensar Arte ministrada por Valdo Rechelo, coordenador e curador da Escola de Artes Visuais da Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Formado em Educação Artística pelas Faculdades Integradas Teresa D´Avila (Fatea), e especialista em História da Arte pela Fatea, em linguagem da aquarela pela Faculdade Santa Marcelina (Fasm), e em gravura, pelo Ateliê Iole Di Natale. A palestra é gratuita e será realizada na Pinacoteca Municipal (Av. Dr. Augusto de Toledo, 255). Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de maio pelo e-mail: eventos@fpm.org.br

 

No evento, será lançada também a coleção Pinacoteca em Postais, contendo 18 cartões retratando obras icônicas do acervo do espaço com informações de cada um dos trabalhos.

 

Doenças Vasculares Periféricas podem atingir até 20% da população

 

Sintomas como dificuldade progressiva para andar, manter-se em pé ou ainda o súbito aparecimento de dor e dedos frios e pálidos em pés ou mãos podem ser sinais de alerta

 

A Doença Arterial obstrutiva Periférica (DAOP) engloba um conjunto de doenças que cursa com a obstrução das artérias dos membros, com graves consequências para todos os territórios do corpo. É agravada por fatores de risco conhecidos, todos ligados à aterosclerose, sua principal causa, como o fumo, diabetes, hipertensão, hipercolesterolêmica, obesidade e vida sedentária. O Acidente Vascular Cerebral (AVC) e a obstrução das artérias de pernas que pode levar a amputações são bons exemplos disso.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), esse problema atinge em torno de 15% a 20% da população com mais de 55 anos.  

O acúmulo local de gordura determina a perda de elasticidade da parede dos vasos sanguíneos e pode obstruí-los em diferentes percentuais, prejudicando a circulação local.

“Dor na perna durante a caminhada, de qualquer tipo, deve ser sempre avaliada por um especialista. Além da dor, outros sinais, como a alteração da temperatura (fria) e cor (pálida) da pele, perda de pelos, unhas quebradiças ou o aparecimento de feridas de difícil cicatrização ajudam a identificar o problema”, explica Dr. Airton Mota, médico do CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa.

Dentre as opções de tratamento, a mudança no estilo de vida para minimizar fatores de risco é extremamente importante. Atitudes simples, como parar de fumar, praticar exercícios físicos e adotar dieta saudável são úteis.

Havendo necessidade, o médico poderá optar inicialmente optar pelo uso de medicamentos para a circulação com atividade física orientada para estimular a formação de novos vasos.

Com progressão da doença, que é muito acentuada pelo ato de fumar, pode haver a necessidade de outros tratamentos. A abordagem minimamente invasiva por meio da Angioplastia, que consiste na dilatação de estreitamentos produzidos pelas placas ou colocação de stent (semelhantes aos utilizados no coração) para manter os vasos abertos, representa ótima alternativa.

Esse tratamento poder ser realizado sob anestesia local com um mínimo tempo de internação, se comparado aos procedimentos cirúrgicos convencionais.

“Estes procedimentos estão ao seu alcance por meio da Radiologia intervencionista. Foram criados para desobstruir artérias dos membros, melhorar ou aumentar o fluxo de sangue na região, permitindo tratar os sintomas isquêmicos e salvar ou tentar salvar o máximo de membro viável”, finaliza Dr. Airton Mota.

 

Dr. Airton Mota Moreira, atua como médico da CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - especialista em Angiorradiologia e radiologista intervencionista, com formação pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), Residência Médica/MEC SP em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular Periférica, Doutorado na àrea pela USP/SP e Título de Especialista em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pela Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SoBRICE).

 

CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - centro médico e de pesquisas que é referência nacional e internacional nas áreas de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular, especialidades voltadas ao tratamento minimamente invasivo de doenças com o auxílio de métodos de imagem. Desde 1997, por meio de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) formada pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale, Dr. Airton Mota Moreira e Dr. André Moreira de Assis, o CRIEP oferece, aos pacientes, uma série de tratamentos por meio de técnicas e equipamentos tecnológicos mais avançados. Site: http://www.criep.com.br

 

Francisco de Todos Nós – A Vida de São Francisco de Assis

 

A emocionante história de São Francisco de Assis contada e cantada em um musical arrebatador. Um espetáculo leve, intenso e tocante com 8 músicas cantadas ao vivo pelos 14 atores que compõem o elenco.

São mais de 60 figurinos e muitos efeitos especiais que levam a uma verdadeira viagem para a história daquele que foi santificado como o protetor dos animais. Uma história de amor e humildade que emocionará a todos, independente da religião.

Teatro - Religioso

Data:

25 de Maio | Sábado às 20h30

Local:

Teatro Santos Dumont
Av. Goiás, 1111 - São Caetano do Sul – SP

Classificação: Livre

Valores:

PROMOCIONAL + 1KG DE ALIMENTO - R$ 30,00 + R$ 4,50 de taxa de serviço
Lote promocional, pode ser comprado por qualquer pessoa apenas no site Bilheteria Express. Obrigatório levar junto com o e-ticket impresso 1kg de alimento (exceto açúcar e sal) no dia e local do evento para trocar pelo ingresso.

 

INTEIRA - R$ 50,00 + R$ 7,50 de taxa de serviço
Pode ser comprado por qualquer pessoa.

 

MEIA - R$ 25,00 + R$ 3,75 de taxa de serviço
Estudantes: Ensino Fundamental, Ensino Médio, Graduação e Pós-graduação (apresentar carteirinha de estudante dentro da validade + RG.). Aposentados, pessoas acima de 60 anos, professores da rede pública.

Onde comprar: www.bilheteriaexpress.com.br

 

Dia Mundial da Hipertensão Arterial: médicos alertam para os riscos da “pressão alta”

 

No dia 17/5, comemora-se o Dia Mundial da Hipertensão Arterial. Segundo o Ministério da Saúde, somente em 2017, ocorreram 34 mortes por hora, 829 óbitos por dia e mais de 302 mil óbitos ocasionados por doenças cardiovasculares no Brasil (infarto, hipertensão, AVC e outras enfermidades), que têm como principal fator de risco a hipertensão arterial. Popularmente conhecida como “pressão alta”, a doença afeta pelo menos um a cada quatro adultos no país.

 

De acordo com Bruno Penha, médico do corpo clínico do Hospital Dona Helena, de Joinville (SC), a hipertensão arterial normalmente é assintomática. “Esse é o grande desafio, já que o paciente pode apresentar pressão alta durante vários anos, sem apresentar sintomas. Alguns pacientes podem ter cefaléia (dor de cabeça) quando a pressão fica elevada, mas não é a regra”, explica. Segundo Rodrigo Hammes Strelow, cardiologista da mesma instituição, além da dor de cabeça, podem ocorrer queixas de sensação de peso na nuca, tontura, zumbido e mal estar. “É uma condição silenciosa. Não se deve aguardar por sintomas para que o diagnóstico seja feito”, alerta.

 

Na maioria das vezes, o aparecimento da hipertensão arterial é causado ou antecipado pelo aumento de peso, consumo excessivo de sal, abuso de álcool e pelo sedentarismo. “Além disso, a prevalência da hipertensão aumenta progressivamente com a idade e é significativamente maior em pessoas da raça negra”, explica Strelow. O médico frisa que, para realizar o diagnóstico e tratamento, a pressão arterial precisa ser medida periodicamente e de forma correta. “Em algumas situações, podem ser utilizadas a monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) ou a monitorização residencial da pressão arterial (MRPA) para confirmação ou exclusão do diagnóstico. Sāo exames complementares que auxiliam o médico em caso de dúvida diagnóstica e no controle da eficácia terapêutica.”

 

O tratamento tem como base medidas não farmacológicas. Recomenda-se realizar mudanças no estilo de vida, como restringir o consumo de sal e álcool, praticar atividades físicas e controlar o peso corporal. “Muitos pacientes, no entanto, precisarāo de tratamento medicamentoso, que deve ser utilizado diariamente (na maioria das vezes, em uma dose única no dia). O ajuste da dose e as mudanças terapêuticas sāo feitas durante as consultas médicas, cuja periodicidade necessita ser individualizada”, detalha Strelow. “São mais de cinco classes de medicações aprovadas para o controle e cada paciente deve ser avaliado para a escolha da melhor medicação, que pode ser usada isoladamente ou em associação”, complementa Penha.

Prefeitura inicia plano para transformar Hospital São Caetano em universitário

 

A Prefeitura de São Caetano do Sul inicia o plano para transformar o Hospital São Caetano em universitário, mantido pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul). A estratégia começa a ser definida após a decisão judicial de 9 de maio, que autorizou o município a permanecer como depositário do imóvel com a concordância da Sociedade Beneficente Hospitalar São Caetano, antiga administradora do local.

 

Este é um passo importante para que o Hospital São Caetano volte a ter funcionamento 24 horas. Além da vasta trajetória de serviços prestados à população, o prédio está atrelado à história de emancipação da cidade, já que sua construção foi planejada pelos líderes do Movimento Autonomista - a unidade foi inaugurada em 1954.

 

“Agora, com a posse pacificada, estabeleceremos um grupo de trabalho com a USCS para transformar o Hospital São Caetano em universitário”, anunciou o prefeito José Auricchio Júnior, durante visita técnica ao espaço, na tarde de quarta-feira (15/5).

 

“Além da folha de serviços prestados na Saúde e de seu caráter histórico, o Hospital possui valor urbanístico enorme, por estar em um dos quadriláteros mais valorizados da cidade. Tudo isso, aliado à atuação de excelência da USCS em ensino e pesquisa, resultará em um ganho enorme para a nossa sociedade”, concluiu o chefe do Executivo.

 

Inicialmente, a proposta é que o Hospital Universitário atenda pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) e também de convênios básicos. “Esta é uma demanda grande da nossa população. Muitos possuem planos simples”, explicou a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone.

 

“Além de uma contribuição imensurável na formação dos nossos alunos de Medicina, o Hospital Universitário trará uma qualidade superior de atendimento aos usuários”, projetou o reitor da USCS, Marcos Sidnei Bassi.

 

Atualmente, o Hospital São Caetano abriga cinco unidades de Saúde do município que estão em reformas. A USCS já atua no local com apoio nos atendimentos ambulatoriais. Com o Hospital Universitário, esta atuação será ampliada com pronto atendimento, clínicas, exames, assistência odontológica e outros serviços que serão definidos no Plano Diretor Estratégico, assim como prazos e investimentos.

 

Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia

 

Em 20 anos, o avanço do saneamento no Brasil pode reduzir gastos com saúde em mais de R$ 7 bilhões

Com a maior reserva de água doce do mundo, o Brasil ainda sofre com a falta de medidas para a conservação desse recurso essencial para a vida e para a atividade econômica. Segundo o levantamento mais recente divulgado pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS), 35 milhões de brasileiros não recebem água tratada e mais de 100 milhões não têm acesso a coleta de esgoto. Ainda de acordo com o estudo, apesar de avanços no saneamento, apenas 45% do esgoto gerado no País é tratado. “Essa  era uma pauta [esgoto] do século 19 que continuamos discutindo no século 21. Podemos comemorar algumas conquistas, mas ainda estamos muito atrasados quando falamos sobre a conservação da água”, afirma o doutor em Ecologia e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcelo Aranha.

O especialista lembra que investimentos para a conservação da água impactam positivamente na economia e trazem benefícios à saúde. “A conservação do recurso e ambientes mais limpos geram um entorno com condições humanas mais adequadas, diminuindo significativamente a disseminação de doenças ou a presença de agentes transmissores, como ratos e baratas”, explica. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cada dólar investido em água e saneamento resulta em economia de 4,3 dólares em saúde.

Várias cidades do mundo já verificaram na conservação da água resultados econômicos mais efetivos. Em Nova York (EUA), por exemplo, a manutenção da qualidade do recurso oferecido à população é feita por meio da proteção dos mananciais, conservação das nascentes e, com isso, precisam apenas de um sistema de filtragem e desinfecção para que a água esteja própria para o consumo. “Muitos países têm buscado manter a funcionalidade dos rios. O sistema desenvolvido em Nova York custou apenas 15% do que se gastaria com a opção tradicional de tratamento. Muitos exemplos comprovam que conservar é economicamente mais vantajoso que tratar o problema”, finaliza o especialista.

Economia bilionária

Considerando a projeção de avanço gradativo do saneamento no Brasil no período entre 2015 a 2035, estima-se que a economia na área de saúde, gerada pela redução de afastamento no trabalho e despesas no SUS, deve alcançar mais de R$ 7,2 bilhões no País, segundo informações divulgadas pelo Instituto Trata Brasil. Somente a coleta de esgoto para 100% da população, resultaria em uma diminuição de mais de 74 mil internamentos por doenças ligadas à contaminação da água.

Além do esgoto, a água também sofre com a contaminação industrial e o lixo que sobrecarrega os rios, favorecendo o assoreamento. “O resultado são inundações com muito mais frequência do que seria aceitável com as precipitações. Quando uma pessoa joga lixo no rio ou diretamente na natureza, sem considerar que esse ato traz um retorno à sociedade e a ela mesma, consideramos que esse comportamento é reflexo de um analfabetismo ambiental”, analisa o ecólogo.

 

Sobre a Rede de Especialistas

A Rede de Especialistas de Conservação da Natureza é uma reunião de profissionais, de referência nacional e internacional, que atuam em áreas relacionadas à proteção da biodiversidade e assuntos correlatos, com o objetivo de estimular a divulgação de posicionamentos em defesa da conservação da natureza brasileira. A Rede foi constituída em 2014, por iniciativa da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

 

Olimpíada de Matemática do Grande ABC mantém inscrições até 17 de maio

 

Prova é realizada pelo curso de Matemática da Universidade Metodista

 

 Continuam abertas até 17 de maio próximo as inscrições para a 16ª edição da Olimpíada de Matemática do Grande ABC.  Podem participar estudantes do Ensino Fundamental (a partir do 6º ano) e do Ensino Médio de escolas públicas e particulares das sete cidades do ABC, além de alunos que concluíram o Ensino Médio em 2018 e ainda não ingressaram em curso superior.

A organização é do curso de Matemática da Universidade Metodista de São Paulo. A primeira fase da prova está marcada para 8 de junho e a segunda, para 26 de outubro. O objetivo da OMABC é contribuir para a melhoria do conhecimento matemático nos ensinos Fundamental e Médio e valorizar a competência e o saber.

Inscrições

Para inscrever-se, a escola deve baixar a planilha no portal da Metodista no https://bit.ly/2Vdbf9F, preenchê-la e enviá-la à Comissão Organizadora pelo email omabc.olimpiadas@metodista.br. Contatos pelo (11) 4366-5886.

Os alunos serão divididos em quatro grupos: Nível I - Ensino Fundamental (6º ano e 7º ano), Nível II - Ensino Fundamental (8º ano e 9º ano), Nível III (1o ou 2o ano do Ensino Médio) e  Nível IV (matriculados no 3o ano do Ensino Médio ou que tenham concluído Ensino Médio há menos de um ano e não ingressaram em nenhum curso superior).

A competição consiste de duas provas em cada nível. Na primeira, os participantes responderão a questões de múltipla escolha e, na segunda, terão que resolver questões discursivas. Os medalhistas são premiados com Ouro, Prata e Bronze.

 

Infecções hospitalares estão entre as principais causas de mortes em centros médicos e devem ser levadas a sério

*por Milton Monteiro

 

Lavar as mãos. Este singelo, simples e cotidiano ato é fundamental para salvar vidas dentro de ambientes médicos. Infecções hospitalares estão entre as mais comuns causas de mortes de pacientes e, por isso, deve ser tratadas com seriedade.

O assunto é tão importante que ele existe até possui uma data exclusiva. É celebrado no 15 de maio o Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalar, exatamente para lembrar dos cuidados que devem ser tomados para evitar este mal. A data, aliás, não foi escolhida randomicamente: foi em um 15 de maio, em 1847, na Hungria, que o médico-obstetra Ignaz P. Semmelweis defendeu e incorporou a lavagem de mãos como atitude obrigatória para enfermeiros e médicos que entravam nas enfermarias. A prática pode parecer simples, mas é uma das mais eficientes maneiras de garantir a limpeza e esterilização do local.

Os números comprovam a urgência do tópico. Um relatório do realizado em conjunto pelo Banco Mundial, pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostrou que 7% dos pacientes em hospitais vão adquirir uma infecção hospitalar durante seu período de internação. Em países de baixa renda, este número sobe para 10%. O relatório revela mais detalhes preocupantes: 303 mil mães e 2,7 milhões de recém-nascidos morrem anualmente por questões relacionadas ao parto, muitas delas evitáveis, e em países de renda média e alta, a adesão a protocolos e diretrizes fica abaixo de 50%.

É em razão de dados alarmantes como os citados acima que se estabeleceu no Brasil, em 1997, a obrigatoriedade por lei da existência de uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), além de um Programa de Controle de Infecções Hospitalares (PCIH) em todos os hospitais nacionais. Este grupo tem a responsabilidade de planejar, elaborar, implementar, manter e avaliar ações desenvolvidas com o objetivo de reduzir ao máximo possível a incidência das infecções hospitalares. O grupo é de extrema valia e importância no dia a dia de qualquer hospital, independente de seu porte.

Porém, além do CCIH, você também pode contribuir com a higienização dos hospitais e a diminuição dos casos de infecção hospitalar. Basta apenas seguir os ensinamentos do Dr. Ignaz P. Semmelweis: lave suas mãos sempre que entrar e sair de ambientes hospitalares, antes e depois de refeições e após usar o banheiro! E não vale substituir pelo famoso álcool em gel: ele ajuda, mas não substitui a água e o sabão. Além disso, siga à risca todas as instruções das equipes de saúde. A infecção hospitalar é um enorme risco para a saúde de todos aqueles dentro de ambientes médicos: não a menospreze.

 

*Milton Monteiro é enfermeiro do HSANP, centro hospitalar na Zona Norte de São Paulo, e atua no Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH).

 

Exercícios para o corpo, preparação para a vida

Honorio Petersen Hungria Junior

 

O corpo humano necessita de movimento. Nossos músculos e ossos têm uma função muito importante que é o estímulo do metabolismo. Através do movimento é que garantimos a boa qualidade do funcionamento de todos os sistemas, como o coração e pulmões, equilíbrio hormonal e controle da absorção de açúcares e gorduras. Este movimento deve ser sistematizado e organizado sendo assim conhecido como exercício físico ou atividade física.

O sistema neurológico também é beneficiado. Uma pesquisa realizada por neurocientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovaram que estudantes que se saem bem em atividades físicas também repetem o mesmo desempenho positivo nos estudos. Entre os jovens examinados, os que eram adeptos de práticas esportivas tiveram desempenho 20% superior aos alunos sedentários.

O sedentarismo, inclusive, é responsável pelo aparecimento das doenças crônico degenerativas. São doenças em geral silenciosas que se instalam lentamente e causam graves problemas de saúde, podendo levar uma pessoa sedentária à invalidez ou até a morte. Entre elas tem-se: obesidade, hipertensão, coronariopatias, diabetes, lesões ósteo-articulares, perdas de massa óssea e muscular devido ao o avanço da idade, entre outras.

Os números, já encontrados pela ciência que quantificam nosso corpo, são impressionantes. Temos 86 bilhões de neurônios que fazem o dobro disso de sinapses entre eles, e 639 músculos que conectam 206 ossos. Os músculos, por sua vez, possuem 250 milhões de células chamadas de fibras que são inervadas por 420 mil nervo motores.

As ações de movimento que somos capazes de fazer são mais fantásticas ainda, vejam os ginastas, os skatistas e surfistas, os escaladores e nadadores, os dançarinos e bailarinas. O movimento humano é perfeito, assim como tudo que fazemos com boa vontade e paixão.

Além da proteção de nosso sistema locomotor, os exercícios físicos permitem que os efeitos do envelhecimento não se instalem tão precocemente e também sejam reduzidos a índices mínimos. A musculação, por exemplo, tem função importante na proteção cardiorrespiratória e no condicionamento cardíaco de pessoas debilitadas. A vantagem está no controle de todas as variáveis envolvidas com os exercícios, entre elas: volume, intensidade, amplitude, intervalo, frequência cardíaca e combinações de exercícios.

Qualquer pessoa, seja um trabalhador braçal, um operador de máquinas, uma digitadora ou telefonista, um executivo, músico, estudante e principalmente aposentado podem e devem se ater a prática da musculação. A maioria das tarefas laborais são rotineiras e repetitivas e causam lesões musculo-esqueléticas a médio e longo prazo. Um corpo protegido pela musculação tem reduzidas as chances de apresentar lesões por esforços repetitivos.
 

Honorio Petersen Hungria Junior é Educador Físico e Coordenador das Atividades Extracurriculares do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.

 

Como lidar com seu próprio

mau humor
 

Por Alexandre Pedro, Psicanalista pela Sociedade Internacional de Psicanálise de São Paulo; Master Practitioner de PNL filiado ao NLP Academy; Hipnoterapeuta filiado ao International Board of Hipnosys e ao National Guild of Hipnotists

 

Há dias em que já acordamos de mau humor. Pior quando não há motivo específico. Simplesmente levantamos com o pé esquerdo. E agora? Como enfrentar um longo dia pela frente neste estado emocional? O ideal é ter muita cautela para que o mau humor não te prejudique, seja nas relações pessoais como nas profissionais. Veja as dicas:

 

Não tome decisões na flor da emoção

Boas decisões são aquelas que foram construídas levando em conta os prós e contras de cada cenário. Geralmente, elas são maduras, ou seja, vão se confirmando ao longo do tempo. Apesar de boas escolhas não serem garantia de sucesso, as impulsivas tendem a ser ruins e gerar arrependimento. Portanto, evite tomar decisões quando o lado racional não estiver no seu modo normal.

 

Duvide de seus julgamentos

Nos dias em que não estamos bem, há uma inclinação a ver o “copo meio vazio” ou olhar o mundo com lentes negras. Nossa percepção é muito influenciada pelo estado emocional do momento. O mau humor é capaz de fazer com que seus julgamentos sejam mais duros com você mesmo e com os outros. Se tiver a opção, deixe para fazer uma nova avaliação quando estiver em um dia melhor.

 

Tente manter tranquilidade ou saia de cena

Em momentos de mau humor, tendemos a ficar com o “pavio curto”. Por isso, fique atento ao modo como está tratando as pessoas e, de preferência, pense três vezes antes de emitir opiniões, principalmente se for em resposta a algo que você não gostou ou discorda. Se o mau humor estiver tão forte a ponto de sequer conseguir disfarçar, fique fora das conversas e se mantenha mais reservado.

 

Encurte seu dia no escritório

Se você tem a opção de controlar seus horários, trabalhando com banco de horas, por exemplo, encurte seu expediente no escritório. Ou se puder trabalhar de casa, nem vá para a empresa. Isso evitará exposições a situações limite.

 

Opte por atividades mais prazerosas

Caso o mau humor acorde com você em pleno sábado, escolha um roteiro que lhe proporcione prazer, que não exija esforço em aparentar que está bem e que possa até te trazer de volta o bem-estar. Uma massagem relaxante é uma boa dica para deixar corpo e mente em harmonia.

 

MAIS DE 60 ANOS DE HISTÓRIA

 

 

LEITURA ONLINE

 

Confira todas as edições do Jornal de S. Caetano na íntegra! 

PUBLICIDADE

 

Confira nossa tabela de preços e reserve seu anúncio!

 

FALE CONOSCO!