31.05 Dia Mundial sem Tabaco: Brasil terá 31,2 mil casos de câncer de pulmão causados por tabagismo em 2019

 

Campanha alerta contra hábito responsável por mais de 400 mortes todos os dias

Medicina Nuclear conta com tecnologia de ponta para diagnosticar e tratar a doença

 

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o Brasil terá cerca de 31,2 mil novos casos de câncer de pulmão por tabagismo, sendo 18,7 mil casos em homens e 12,5 mil em mulheres. O Dia Mundial sem Tabaco, celebrado todo 31 de maio, foi criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para conscientizar a população contra esse mau hábito, responsável por mais de 400 mortes, diariamente.

A condição, frequente em pessoas com mais de 55 anos e ex-fumantes, tem entre os fatores de risco: hereditariedade, hábitos alimentares, sobrepeso e obesidade e diabetes, além do tabagismo e envelhecimento. Considerada uma doença agressiva, o câncer de pulmão exige diagnóstico precoce para garantir mais chance de cura e qualidade de vida.

 

Diagnóstico precoce com Medicina Nuclear

Existem exames que permitem a identificação do tumor, como a biópsia. Mas, a Medicina Nuclear conta com exames que podem auxiliar de forma precisa a detecção da doença, antes mesmo de provocar alterações anatômicas. O principal no caso do câncer de pulmão é o PET/CT.

De acordo com o médico nuclear e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, George Barberio Coura Filho – responsável clínico da Dimen SP (www.dimen.com.br), a localização precisa das lesões, possibilita maior assertividade na escolha do tratamento. "Quando se descobre o foco do câncer é possível tratar com métodos mais precisos, como cirurgia guiada e radioterapia.

 

Campanha de Inverno da Metodista beneficia mulheres e crianças imigrantes

             Casa na Luz acolhe imigrantes no Centro de São Paulo

 

 A Pastoral Escolar e Universitária da Metodista promove até 20 de junho a Campanha de Inverno 2019. Neste ano, as doações à Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo, serão endereçadas ao projeto social “Casa na Luz”, da Igreja Metodista da Luz, na Capital. A iniciativa atende mulheres e crianças em situação de deslocamento forçado, ou seja, imigrantes, que são muito presentes na região central de São Paulo.

Interessados podem contribuir com roupas de frio para adultos e crianças, como blusas, agasalhos e moletons, além de cobertores e edredons. As doações podem ser deixadas na Pastoral (sala 205 do Edifício Sigma) e nas portarias das ruas Alfeu Tavares e Planalto, todas no campus Rudge Ramos. Os itens arrecadados serão entregues à “Casa na Luz” em 21 de junho.

SÃO CAETANO RECEBE O WORKSHOP APRENDER COM O JOGOS – O JOGO COMO FACILITADOR DA APRENDIZAGEM

 

   A cidade de São Caetano do Sul receberá no dia 08 de junho, o workshop “Aprender com Jogos – O Jogo como facilitador da Aprendizagem”, com a psicopedagoga Márcia Verri.

     O evento voltado para profissionais de pedagogia e psicopedagogia que atendam em clinicas ou desenvolvam trabalhos em escolas tem por objetivo mostrar a importância dos jogos no aprendizado e como este artificio lúdico e divertido pode trabalhar e melhorar o desenvolvimento das crianças e adolescente no período escolar.

     Durante as 5h de workshop serão abordados os temas: princípios teóricos que fundamentam o uso dos jogos, atividades lúdicas para o desenvolvimento integral, classificação dos jogos de acordo com estruturas mentais (Piaget), a importância da meditação nos jogos de tabuleiro/ estratégia e como organizar o trabalho com jogos no atendimento clínico e nas escolas.

   Com mais de 15 anos de experiência clínica no atendimento de crianças, adolescentes e adultos, Márcia Verri é Pedagoga e Psicopedagoga Clínica e Institucional, Graduada em Pedagoga pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Santo André e Pós-Graduação em Psicopedagoga pela Universidade Metodista de SP.  A profissional também é sócia titular da ABPp/SP onde é supervisora no Projeto Social da instituição.  Além disso, é professora especialista do curso de pós-graduação em Psicopedagogia da Universidade Metodista de SP.

  Os interessados devem fazer sua inscrição até o dia 06 de junho ou enquanto houver vagas através do telefone (11) 97542-4101 ou através do e-mail:marciaverri@gmail.com. Os participantes receberão certificado e material em pdf para estudos.

Última semana para licenciar veículos com placa terminada em 2, alerta Detran.SP

Taxa custa R$ 90,20 e por mais R$ 11 o condutor recebe o documento em casa

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) alerta que donos de veículos com placa terminada em 2 têm até o dia 31 de maio, próxima sexta-feira, para fazer o licenciamento anual. A partir de 1º de junho, quem circular sem o documento do exercício 2019 poderá ter o veículo apreendido.

A taxa do serviço é de R$ 90,20 para todo tipo de veículo e deve ser paga por meio do número Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) nos bancos, caixas eletrônicos ou via internet banking. O proprietário precisa quitar débitos existentes, como os de IPVA, seguro obrigatório e multas.

Com o comprovante de pagamento e um documento de identificação em mãos, o condutor deve ir ao Detran.SP ou posto Poupatempo para solicitar a emissão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Se preferir receber o documento em casa, existe a opção de pagar mais R$ 11 dos Correios junto com a taxa de licenciamento, dispensando a ida à unidade. Mas, neste caso, a entrega leva até sete dias úteis após a emissão.

O Estado de São Paulo tem mais de 30 milhões de veículos registrados. O calendário anual obrigatório de licenciamento começou em abril e vai até dezembro, de acordo com o final de placa do veículo. No entanto, não precisa esperar chegar o mês indicado. É possível licenciar de forma antecipada.

O passo a passo do serviço pode ser consultado em detran.sp.gov.br, na área de “Veículos”>”Licenciamento Anual”. A página disponibiliza um “tira dúvidas” e também um chat online para o motorista se informar melhor sobre o licenciamento.

Doenças Vasculares Periféricas podem atingir até 20% da população

 

Sintomas como dificuldade progressiva para andar, manter-se em pé ou ainda o súbito aparecimento de dor e dedos frios e pálidos em pés ou mãos podem ser sinais de alerta

 

A Doença Arterial obstrutiva Periférica (DAOP) engloba um conjunto de doenças que cursa com a obstrução das artérias dos membros, com graves consequências para todos os territórios do corpo. É agravada por fatores de risco conhecidos, todos ligados à aterosclerose, sua principal causa, como o fumo, diabetes, hipertensão, hipercolesterolêmica, obesidade e vida sedentária. O Acidente Vascular Cerebral (AVC) e a obstrução das artérias de pernas que pode levar a amputações são bons exemplos disso.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), esse problema atinge em torno de 15% a 20% da população com mais de 55 anos.  

O acúmulo local de gordura determina a perda de elasticidade da parede dos vasos sanguíneos e pode obstruí-los em diferentes percentuais, prejudicando a circulação local.

“Dor na perna durante a caminhada, de qualquer tipo, deve ser sempre avaliada por um especialista. Além da dor, outros sinais, como a alteração da temperatura (fria) e cor (pálida) da pele, perda de pelos, unhas quebradiças ou o aparecimento de feridas de difícil cicatrização ajudam a identificar o problema”, explica Dr. Airton Mota, médico do CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa.

Dentre as opções de tratamento, a mudança no estilo de vida para minimizar fatores de risco é extremamente importante. Atitudes simples, como parar de fumar, praticar exercícios físicos e adotar dieta saudável são úteis.

Havendo necessidade, o médico poderá optar inicialmente optar pelo uso de medicamentos para a circulação com atividade física orientada para estimular a formação de novos vasos.

Com progressão da doença, que é muito acentuada pelo ato de fumar, pode haver a necessidade de outros tratamentos. A abordagem minimamente invasiva por meio da Angioplastia, que consiste na dilatação de estreitamentos produzidos pelas placas ou colocação de stent (semelhantes aos utilizados no coração) para manter os vasos abertos, representa ótima alternativa.

Esse tratamento poder ser realizado sob anestesia local com um mínimo tempo de internação, se comparado aos procedimentos cirúrgicos convencionais.

“Estes procedimentos estão ao seu alcance por meio da Radiologia intervencionista. Foram criados para desobstruir artérias dos membros, melhorar ou aumentar o fluxo de sangue na região, permitindo tratar os sintomas isquêmicos e salvar ou tentar salvar o máximo de membro viável”, finaliza Dr. Airton Mota.

 

Dr. Airton Mota Moreira, atua como médico da CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - especialista em Angiorradiologia e radiologista intervencionista, com formação pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), Residência Médica/MEC SP em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular Periférica, Doutorado na àrea pela USP/SP e Título de Especialista em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pela Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SoBRICE).

 

CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa - centro médico e de pesquisas que é referência nacional e internacional nas áreas de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular, especialidades voltadas ao tratamento minimamente invasivo de doenças com o auxílio de métodos de imagem. Desde 1997, por meio de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) formada pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale, Dr. Airton Mota Moreira e Dr. André Moreira de Assis, o CRIEP oferece, aos pacientes, uma série de tratamentos por meio de técnicas e equipamentos tecnológicos mais avançados. Site: http://www.criep.com.br

 

Últimos dias: Programa de Parcelamento Incentivado de ISS de São Caetano entra na reta final


Encerra-se nesta quarta-feira (29/5) o Programa de Parcelamento Incentivado (PPI) de Impostos Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) da Secretaria da Fazenda da Prefeitura de São Caetano do Sul. Para efetuar o pagamento, é preciso comparecer ao Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro) de posse dos documentos da empresa e do sócio representante.

Aqueles que buscarem a Administração Municipal para negociar a pendência farão jus a descontos que podem chegar a 100% dos juros e multas:

- Em parcela única à vista: redução de 100% dos juros e multas;
- Em até quatro parcelas: desconto de 80% dos juros e multas, desde que o valor mínimo de cada parcela não seja inferior a R$ 200;
- Para valores do débito principal acima de R$ 50.000,00, não considerando juros, multa moratória ou honorários advocatícios, em até dez parcelas: desconto de 100% dos juros e multa moratória.

As multas aplicadas pelos fiscais em auditorias terão redução de 50% do valor. As empresas prestadoras de serviços optantes pelo Simples também podem parcelar o ISS.

 

 

Ouvidoria de São Caetano muda para o Atende Fácil

 

A Ouvidoria de São Caetano do Sul está de casa nova: o 2º andar do prédio do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro). Segundo o ouvidor, advogado Mauro Russo, a mudança do departamento (que antes funcionava na Avenida Goiás, 600), atenderá melhor o munícipe, em virtude do grande fluxo de pessoas no novo endereço.

 

Por conta da mudança, nesta sexta-feira (24/5) o serviço de telefonia ainda não está disponível. O atendimento está sendo feito de forma presencial, já no novo endereço, e pelo e-mail ouvidoria@saocaetanodosul.sp.gov.br. Os novos telefones serão divulgados oportunamente.

 

Os horários de atendimento seguem os mesmos, de segunda a sexta, das 8h30 às 17h30.

 

SOBRE A OUVIDORIA

Canal direto de comunicação entre os cidadãos e a Prefeitura, a Ouvidoria recebe reclamações, sugestões, denúncias sobre irregularidades, pedidos de esclarecimentos sobre serviços prestados e elogios – geralmente, em agradecimento à agilidade e eficiência no atendimento. Cerca de 80% dos casos que chegam à Ouvidoria Geral de São Caetano do Sul são resolvidos em prazo médio de 10 dias.

São Caetano entra no Dia do Desafio nesta quarta; mais de 20 mil pessoas são esperadas para as atividades físicas

 

São Caetano do Sul irá participar da 25ª edição do Dia do Desafio, que incentiva a prática regular de atividades físicas e esportivas. Na quarta-feira (29/5), os moradores da cidade competirão com os habitantes da paranaense Toledo para saber em qual município a população mais se exercitou.

 

O Dia do Desafio acontece em todo o mundo. No Brasil, é coordenado pelo SESC, representante brasileiro da canadense Tafisa (The Association for International Sport for All), que organiza mundialmente o evento.

 

O Dia do Desafio conta com mais de 3 mil cidades do Brasil e de outros países, como Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Guatemala, México, Honduras, Nicarágua, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. A ação existe para criar maior  integração e cooperação entre as cidades, incentivar a adoção de hábitos mais saudáveis e a prática regular de atividades físicas em benefício da saúde.

 

Em 2018, o Dia do Desafio tornou-se trienal (2018/2020). Com a finalidade  de proporcionar uma participação ainda mais qualificada, foram sorteadas duplas de cidades que se tornaram competidoras e parceiras por três anos. O resultado irá contemplar tanto os números conquistados por cada cidade, quanto a somatória de seus esforços.

 

Para entrar no clima e colaborar é simples: basta praticar qualquer atividade física, individualmente ou em grupo, e registrar a sua participação junto ao SESC ou à SELJ (Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude), até as 10h de quinta-feira (30/5).

 

“Entramos em contato com escolas, academias e todos os nossos centros esportivos, por meio do PEC (Programa Esportivo Comunitário), que atualmente conta com mais de 12 mil pessoas inscritas, para participarem do Dia do Desafio. Todos aderiram à ideia. Vamos colocar São Caetano do Sul para praticar exercícios nesta quarta-feira”, ressaltou a coordenadora do PEC, Cyntia Mirna Mendes.

 

Qualquer atividade é válida para colocar o corpo em movimento: caminhada, ciclismo, corrida, futebol, basquete, vôlei, tênis, exercícios em empresas, gincanas, jogos e brincadeiras de movimento, aulas abertas de dança, bailes, natação, hidroginástica, yoga, pilates, tai chi chuan, lian gong, judô, caratê, capoeira, atletismo, entre outras. A cidade que conseguir o maior percentual de participantes em relação ao seu número de habitantes alcançará maior índice no resultado final, que será divulgado no site www.diadodesafio.org.br.

 

Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia

 

Em 20 anos, o avanço do saneamento no Brasil pode reduzir gastos com saúde em mais de R$ 7 bilhões

Com a maior reserva de água doce do mundo, o Brasil ainda sofre com a falta de medidas para a conservação desse recurso essencial para a vida e para a atividade econômica. Segundo o levantamento mais recente divulgado pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS), 35 milhões de brasileiros não recebem água tratada e mais de 100 milhões não têm acesso a coleta de esgoto. Ainda de acordo com o estudo, apesar de avanços no saneamento, apenas 45% do esgoto gerado no País é tratado. “Essa  era uma pauta [esgoto] do século 19 que continuamos discutindo no século 21. Podemos comemorar algumas conquistas, mas ainda estamos muito atrasados quando falamos sobre a conservação da água”, afirma o doutor em Ecologia e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcelo Aranha.

O especialista lembra que investimentos para a conservação da água impactam positivamente na economia e trazem benefícios à saúde. “A conservação do recurso e ambientes mais limpos geram um entorno com condições humanas mais adequadas, diminuindo significativamente a disseminação de doenças ou a presença de agentes transmissores, como ratos e baratas”, explica. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cada dólar investido em água e saneamento resulta em economia de 4,3 dólares em saúde.

Várias cidades do mundo já verificaram na conservação da água resultados econômicos mais efetivos. Em Nova York (EUA), por exemplo, a manutenção da qualidade do recurso oferecido à população é feita por meio da proteção dos mananciais, conservação das nascentes e, com isso, precisam apenas de um sistema de filtragem e desinfecção para que a água esteja própria para o consumo. “Muitos países têm buscado manter a funcionalidade dos rios. O sistema desenvolvido em Nova York custou apenas 15% do que se gastaria com a opção tradicional de tratamento. Muitos exemplos comprovam que conservar é economicamente mais vantajoso que tratar o problema”, finaliza o especialista.

Economia bilionária

Considerando a projeção de avanço gradativo do saneamento no Brasil no período entre 2015 a 2035, estima-se que a economia na área de saúde, gerada pela redução de afastamento no trabalho e despesas no SUS, deve alcançar mais de R$ 7,2 bilhões no País, segundo informações divulgadas pelo Instituto Trata Brasil. Somente a coleta de esgoto para 100% da população, resultaria em uma diminuição de mais de 74 mil internamentos por doenças ligadas à contaminação da água.

Além do esgoto, a água também sofre com a contaminação industrial e o lixo que sobrecarrega os rios, favorecendo o assoreamento. “O resultado são inundações com muito mais frequência do que seria aceitável com as precipitações. Quando uma pessoa joga lixo no rio ou diretamente na natureza, sem considerar que esse ato traz um retorno à sociedade e a ela mesma, consideramos que esse comportamento é reflexo de um analfabetismo ambiental”, analisa o ecólogo.

 

Sobre a Rede de Especialistas

A Rede de Especialistas de Conservação da Natureza é uma reunião de profissionais, de referência nacional e internacional, que atuam em áreas relacionadas à proteção da biodiversidade e assuntos correlatos, com o objetivo de estimular a divulgação de posicionamentos em defesa da conservação da natureza brasileira. A Rede foi constituída em 2014, por iniciativa da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

 

Campanha de Vacinação contra a Gripe entra na última semana em São Caetano

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe vai até a próxima sexta-feira (31/5). E, em São Caetano do Sul, milhares de pessoas que integram o grupo prioritário ainda precisam ser imunizadas. De 10 de abril a 23 de maio, foram aplicadas 37.118 doses, o que representa 54,51 % da população a ser vacinada (68.091 pessoas).

 

A meta do Ministério da Saúde é a de que a imunização atinja pelo menos 90% do público-prioritário, formado por crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; mulheres puérperas (até 45 dias após o parto); idosos (60 anos ou mais); profissionais da área da Saúde; pessoas com comorbidades (duas ou mais doenças ao mesmo tempo); professores e policiais.

 

O objetivo é reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus Influenza, que normalmente se manifesta como gripe, caracterizada pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares, tosse, dor de garganta e fadiga. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização.

 

Confira os locais de vacinação em São Caetano do Sul (de segunda a sexta-feira):

 

Hospital São Caetano (Rua Espírito Santo, 277, Bairro Santo Antônio) – das 7h às 20h;

 

UBS Nair Spina Benedicts (Rua Oswaldo Cruz, 1.153, Bairro Oswaldo Cruz) – das 7h às 20h;

 

Centro de Saúde Doutor Manoel Augusto Pirajá da Silva (Avenida Senador Roberto Simonsen, 282, Centro) – das 7h às 16h30;

 

UBS Dr. Angelo Antenor Zambom (Rua Vanda, 11, Bairro Boa Vista) – das 7h às 16h30;

 

UBS Caterina Dall Anese (Rua Prates, 430, Bairro Olímpico) – das 7h às 16h30;

 

UBS João Luiz Pasqual Bonaparte (Rua Maranhão, 611, Bairro Santa Paula) – das 7h às 16h30;

 

Cise João Castaldelli (Avenida Presidente Kennedy, 2.400, Bairro Olímpico) – das 7h às 16h30;

 

Cise João Nicolau Braido (Rua Humberto de Campos, 600, Bairro São José) – das 7h às 16h30;

 

Agência de Desenvolvimento do Bairro Prosperidade (Avenida Prosperidade, 441, Bairro Prosperidade) – das 7h às 16h30.

Infecções hospitalares estão entre as principais causas de mortes em centros médicos e devem ser levadas a sério

*por Milton Monteiro

 

Lavar as mãos. Este singelo, simples e cotidiano ato é fundamental para salvar vidas dentro de ambientes médicos. Infecções hospitalares estão entre as mais comuns causas de mortes de pacientes e, por isso, deve ser tratadas com seriedade.

O assunto é tão importante que ele existe até possui uma data exclusiva. É celebrado no 15 de maio o Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalar, exatamente para lembrar dos cuidados que devem ser tomados para evitar este mal. A data, aliás, não foi escolhida randomicamente: foi em um 15 de maio, em 1847, na Hungria, que o médico-obstetra Ignaz P. Semmelweis defendeu e incorporou a lavagem de mãos como atitude obrigatória para enfermeiros e médicos que entravam nas enfermarias. A prática pode parecer simples, mas é uma das mais eficientes maneiras de garantir a limpeza e esterilização do local.

Os números comprovam a urgência do tópico. Um relatório do realizado em conjunto pelo Banco Mundial, pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostrou que 7% dos pacientes em hospitais vão adquirir uma infecção hospitalar durante seu período de internação. Em países de baixa renda, este número sobe para 10%. O relatório revela mais detalhes preocupantes: 303 mil mães e 2,7 milhões de recém-nascidos morrem anualmente por questões relacionadas ao parto, muitas delas evitáveis, e em países de renda média e alta, a adesão a protocolos e diretrizes fica abaixo de 50%.

É em razão de dados alarmantes como os citados acima que se estabeleceu no Brasil, em 1997, a obrigatoriedade por lei da existência de uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), além de um Programa de Controle de Infecções Hospitalares (PCIH) em todos os hospitais nacionais. Este grupo tem a responsabilidade de planejar, elaborar, implementar, manter e avaliar ações desenvolvidas com o objetivo de reduzir ao máximo possível a incidência das infecções hospitalares. O grupo é de extrema valia e importância no dia a dia de qualquer hospital, independente de seu porte.

Porém, além do CCIH, você também pode contribuir com a higienização dos hospitais e a diminuição dos casos de infecção hospitalar. Basta apenas seguir os ensinamentos do Dr. Ignaz P. Semmelweis: lave suas mãos sempre que entrar e sair de ambientes hospitalares, antes e depois de refeições e após usar o banheiro! E não vale substituir pelo famoso álcool em gel: ele ajuda, mas não substitui a água e o sabão. Além disso, siga à risca todas as instruções das equipes de saúde. A infecção hospitalar é um enorme risco para a saúde de todos aqueles dentro de ambientes médicos: não a menospreze.

 

*Milton Monteiro é enfermeiro do HSANP, centro hospitalar na Zona Norte de São Paulo, e atua no Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH).

 

Exercícios para o corpo, preparação para a vida

Honorio Petersen Hungria Junior

 

O corpo humano necessita de movimento. Nossos músculos e ossos têm uma função muito importante que é o estímulo do metabolismo. Através do movimento é que garantimos a boa qualidade do funcionamento de todos os sistemas, como o coração e pulmões, equilíbrio hormonal e controle da absorção de açúcares e gorduras. Este movimento deve ser sistematizado e organizado sendo assim conhecido como exercício físico ou atividade física.

O sistema neurológico também é beneficiado. Uma pesquisa realizada por neurocientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovaram que estudantes que se saem bem em atividades físicas também repetem o mesmo desempenho positivo nos estudos. Entre os jovens examinados, os que eram adeptos de práticas esportivas tiveram desempenho 20% superior aos alunos sedentários.

O sedentarismo, inclusive, é responsável pelo aparecimento das doenças crônico degenerativas. São doenças em geral silenciosas que se instalam lentamente e causam graves problemas de saúde, podendo levar uma pessoa sedentária à invalidez ou até a morte. Entre elas tem-se: obesidade, hipertensão, coronariopatias, diabetes, lesões ósteo-articulares, perdas de massa óssea e muscular devido ao o avanço da idade, entre outras.

Os números, já encontrados pela ciência que quantificam nosso corpo, são impressionantes. Temos 86 bilhões de neurônios que fazem o dobro disso de sinapses entre eles, e 639 músculos que conectam 206 ossos. Os músculos, por sua vez, possuem 250 milhões de células chamadas de fibras que são inervadas por 420 mil nervo motores.

As ações de movimento que somos capazes de fazer são mais fantásticas ainda, vejam os ginastas, os skatistas e surfistas, os escaladores e nadadores, os dançarinos e bailarinas. O movimento humano é perfeito, assim como tudo que fazemos com boa vontade e paixão.

Além da proteção de nosso sistema locomotor, os exercícios físicos permitem que os efeitos do envelhecimento não se instalem tão precocemente e também sejam reduzidos a índices mínimos. A musculação, por exemplo, tem função importante na proteção cardiorrespiratória e no condicionamento cardíaco de pessoas debilitadas. A vantagem está no controle de todas as variáveis envolvidas com os exercícios, entre elas: volume, intensidade, amplitude, intervalo, frequência cardíaca e combinações de exercícios.

Qualquer pessoa, seja um trabalhador braçal, um operador de máquinas, uma digitadora ou telefonista, um executivo, músico, estudante e principalmente aposentado podem e devem se ater a prática da musculação. A maioria das tarefas laborais são rotineiras e repetitivas e causam lesões musculo-esqueléticas a médio e longo prazo. Um corpo protegido pela musculação tem reduzidas as chances de apresentar lesões por esforços repetitivos.
 

Honorio Petersen Hungria Junior é Educador Físico e Coordenador das Atividades Extracurriculares do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.

 

MAIS DE 60 ANOS DE HISTÓRIA

 

 

LEITURA ONLINE

 

Confira todas as edições do Jornal de S. Caetano na íntegra! 

PUBLICIDADE

 

Confira nossa tabela de preços e reserve seu anúncio!

 

FALE CONOSCO!