29 de Outubro

 Dia Mundial do AVC

 

A segunda maior causa de morte do mundo poderia ser evitada em 90% dos casos

 

No Dia Mundial do AVC, a conscientização sobre os sinais e sintomas do acometimento podem ser cruciais para evitar não só sua ocorrência, mas também as suas sequelas

 

Quando se fala em AVC (Acidente Vascular Cerebral), os dados são alarmantes. O acometimento, popularmente conhecido como derrame, é a segunda causa de morte mais comum no mundo e a principal causa de incapacidade¹. De acordo com a Organização Mundial de AVC, uma em cada 6 pessoas terá o problema ao longo da vida e a cada 6 segundos, uma pessoa morre decorrente da condição².

 

Porém, o que muitos não sabem é que 9 em cada 10 casos poderiam ser evitados³, o que deixa clara a necessidade de uma maior atenção das pessoas aos fatores de risco. Com isso, o dia 29 de outubro é uma data de extrema importância para essa conscientização.

 

O AVC é a interrupção do fluxo de sangue no cérebro, causando a morte de células na região4, podendo ser hemorrágico ou isquêmico. O primeiro é caracterizado pelo rompimento do vaso sanguíneo (veia ou artéria), e geralmente se trata de casos mais graves. Já no isquêmico, encontrado em 87% dos casos, ocorre o entupimento total ou parcial do fluxo de sangue no vaso5.

 

Sinais e sintomas

O rápido diagnóstico do AVC é a chave para evitar ou minimizar a intensidade das sequelas, já que a cada minuto sem socorro, uma pessoa perde 1,9 milhão de neurônios6. Com isso, é extremamente importante conhecer os primeiros sinais.

 

Segundo a Dra. Carla Moro, “o principal indício de um início de AVC são alterações motoras súbitas, como fraqueza muscular, resultando na incapacidade de movimentar alguma parte do corpo com coordenação, especialmente de um só lado. Além disso, o paciente acaba tendo uma súbita dificuldade para caminhar, com tonturas e perda de equilíbrio.” Dor de cabeça intensa e confusão mental também podem aparecer logo nos primeiros minutos, quando o paciente apresenta dificuldade para falar ou construir uma frase7.

 

Uma forma fácil de realizar a rápida identificação destes sinais é usar a técnica SAMU:

Sorriso: peça para a pessoa sorrir. Existe assimetria?

Abraço: faça a pessoa levantar os braços. Um lado está mais fraco e com dificuldade?

Música: repita uma frase como uma música. A pessoa consegue falar? A fala dela está embaralhada ou arrastada?

Urgente: Caso os sinais acima sejam comprovados, aja rapidamente e busque atendimento médico de emergência imediatamente. Ligue SAMU 192.

 

A técnica, porém, reflete uma preocupação encontrada no socorro de pacientes. É comum os próprios familiares suspeitarem do AVC e se direcionarem para o posto de atendimento mais próximo. Entretanto, essa não é a melhor conduta a ser tomada - dar entrada em um centro capacitado para atender pacientes com a condição ainda nos primeiros minutos faz toda a diferença e ainda reduz as sequelas e a mortalidade8.

 

O mais indicado é solicitar o serviço de atendimento do SAMU, que garante o conhecimento dos centros especializados e o correto encaminhamento. O tratamento em uma Unidade de AVC aumenta a chance de uma boa recuperação em 14%9.

 

Prevenção

Cerca de 90% dos casos estão ligados aos fatores de risco da doença³: hipertensão, altos níveis de colesterol, diabetes e obesidade. Além disso, níveis excessivos de álcool e o tabagismo também aumentam o risco de sofrer um AVC10.

 

Existem ainda fatores que não podem ser controlados, como a idade – a doença acomete os mais idosos - e uma pré-disposição genética, que pode ser analisada pelo histórico familiar. Também, o problema é mais comum em homens10. De qualquer forma, o AVC pode ocorrer em qualquer sexo ou idade.

 

“Conhecer seus próprios fatores de risco, realizar atividades físicas e manter uma dieta saudável rica em frutas, legumes e vegetais pode reduzir os riscos”, conta a médica.

 

Sequelas            

Mesmo que o socorro seja feito rapidamente, é provável que o paciente tenha alguma sequela. Estudos mostram que complicações motoras podem aparecer em 50% a 83% dos casos pós AVC. Ainda, metade dos pacientes pode apresentar problemas cognitivos e cerca de 20% dos casos apresentam distúrbios psicológicos 11.

 

Além das sequelas citadas, existe ainda a espasticidade, presente em aproximadamente 60% dos casos11. A condição é caracterizada pela contração involuntária de grupos musculares, causando dificuldades de movimentação e dores. “A patologia pode ser tratada com toxina botulínica, aplicada para relaxar a rigidez muscular, melhorando a mobilidade e qualidade de vida do paciente. Essa forma de tratamento está disponível, inclusive, aos pacientes no SUS”, explica Dra. Carla.

 

Tratamento

O tratamento é realizado nos primeiros momentos pós identificação da doença e depende de caso a caso. É importante que os primeiros procedimentos devolvam o fluxo sanguíneo à área afetada. Seja com cirurgia ou procedimentos menos invasivos, o objetivo é sempre devolver a circulação.

 

Tendo realizado essa primeira fase de tratamento, é importante que o paciente tenha contato com uma equipe multidisciplinar e integrada, buscando sempre ganho de funcionalidade e a qualidade de vida. Seja para devolver movimentos, encontrar a melhor dieta ou até trabalhar âmbitos psicossociais, diversos profissionais podem ser acionados e cada um tem igual importância.

 

Além disso, a tecnologia também pode ser utilizada a favor do tratamento. Aplicativos, como por exemplo o i-GSC, podem auxiliar no processo de autorreabilitação guiada. Disponível para iOS, Android e Windows, o paciente, com orientação do seu médico e/ou terapeuta, pode encontrar exercícios que o colocam como protagonista para a melhora de sua qualidade de vida. Isso demonstra que durante toda a logística de tratamento o paciente pode encontrar esperanças e possibilidades para aumentar seu bem-estar.

 

Referências

 

1. Global Burden of Stroke, Feigin et al 2015-1016 – available at https://www.ahajournals.org/doi/pdf/10.1161/CIRCRESAHA.116.308413 ;

2. World Stroke Day Brochure, World Stroke Organization – Disponível em: https://www.worldstrokecampaign.org/images/documents/wsd-brochure-update - Acessado em Agosto, 2018;

3. World Stroke day 2017 – Disponível em: https://www.worldstrokecampaign.org/pt_br/get-involved/world-stroke-day.html - Acessado em Agosto 2018;

4. Fatos sobre o AVC, WSO – Disponível em https://www.worldstrokecampaign.org/pt_br/sobre-o-campanha-mundial-de-avc/fatos-sobre-o-avc.html - Acessado em Agosto, 2018;

5. Saiba mais sobre o AVC, WSO – Disponível em: https://www.worldstrokecampaign.org/pt_br/sobre-o-campanha-mundial-de-avc/saiba-mais-sobre-o-avc-acidente-vascular-cerebral.html - Acessado em Agosto, 2018;

 

6. Saver J. Stroke 2006; 37:236-266;

7. Sinais Alertas do AVC, WSO – Disponível em: https://www.worldstrokecampaign.org/pt_br/sobre-o-campanha-mundial-de-avc/sinais-alerta-do-avc.html - Acessado em Agosto, 2018;

8. Rede Nacional de Atendimento Brasil AVC, Rede Brasil AVC – Disponível em: http://www.redebrasilavc.org.br/para-profissionais-de-saude/rede-nacional-atendimento/ - Acessado em Agosto, 2018;

9. The Cochrane Collaboration 2013;

10. Aprenda a prevenir o AVC, WSO – Disponível em: https://www.worldstrokecampaign.org/pt_br/sobre-o-campanha-mundial-de-avc/aprenda-a-prevenir-o-avc.html - Acessado em Agosto, 2018

11. Toward an epidemiology of post stroke spasticity, Neurology, Jörg Wissel, MD, FRCP, Aubrey Manack, PhD and Michael Brainin, MD, 2013.

 

 

Sobre a Ipsen na América Latina e no Brasil

Na América Latina, a Ipsen tem presença direta, com filiais no Brasil e no México e está presente através de parceiros comerciais em outros países, como Colômbia, Argentina, Venezuela, Chile e Peru.

 

Sobre a Ipsen

Ipsen é um grupo farmacêutico global especializado em soluções de saúde com o alvo em doenças debilitantes. Com vendas totais superiores a € 1,5 bilhões em 2016, a companhia comercializa mais de 20 medicamentos em mais de 115 países, com presença direta em mais de 30 países. A ambição da Ipsen é tornar-se um líder em soluções de cuidados de saúde especializados para doenças debilitantes específicas.  Seus campos de atuação englobam as áreas de oncologia, neurociências e endocrinologia (adultos e pediátricos). O compromisso da empresa com a área de oncologia é observado a partir do seu crescente portfólio de terapias chave, melhorando o atendimento de pacientes que sofrem de câncer de próstata, câncer de bexiga, câncer renal e tumores neuroendócrinos.

 

Além de uma presença significativa no mercado de Primary Care, a empresa possui uma política ativa de parcerias. A área de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da Ipsen, localizada nos principais centros de biotecnologia e ciências da vida do mundo (Les Ulis / Paris-Saclay, França; Slough / Oxford, Reino Unido; Cambridge/Massachusetts, EUA), está focada em plataformas tecnológicas inovadoras e diferenciadas, peptídeos e toxinas. Em 2015, a Ipsen investiu mais de € 193 milhões em P&D.

 

A Ipsen tem mais de 4.600 funcionários no mundo todo.

 

As ações da Ipsen são negociadas no segmento A da Euronext Paris (código de ações: IPN, código ISIN: FR0010259150) e são elegíveis para o “Service de Règlement Différé” (“SRD”). O Grupo faz parte do índice SBF 120. A Ipsen implementou um programa "Sponsored Level I American Depositary Receipt (ADR)" que opera no mercado de balcão nos Estados Unidos sob o símbolo IPSEY. Para mais informações visite www.ipsen.com

 

 

Ciclo de palestras para empreendedores tem inscrições abertas em São Caetano do Sul

 

Entre os dias 15 e 19/10, a Semana do Empreendedor de São Caetano do Sul vai proporcionar a empresários do município e a quem tiver o interesse em expandir ou iniciar o próprio negócio subsídios para alavancar as vendas e serviços.

 

As atividades englobam palestras por vídeo conferência com especialistas de mercado sobre práticas de gestão, inovação, liderança, comportamento empreendedor e estratégias para conquistar novos mercados e dominar novos modelos de negócios.

 

O ciclo de palestras será realizado no auditório do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro) pela Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo, Tecnologia e Inovação (Sedeti), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

 

Inscrições e informações pelo telefone 4227-7666, com Alexandre ou Juan.

 

Programação

15/10 (segunda-feira) – Comportamento para Inovação

9h30 às 11h30 – Luiz Candreva: O Futuro dos Negócios e os Negócios do Futuro

15h30 às 17h30 – Elderci Garcia: Inovação e Tecnologia no Segmento de Beleza

 

16/10 (terça-feira) – Empreendedorismo Feminino

9h30 às 11h30 – Marcela Quiroga: Empreendendo Bem, da Teoria ao Negócio!

15h30 às 17h30 – Marco Amatti: Tendências em Alimentação e a Participação Feminina no Mercado

 

17/10 (quarta-feira) – Planejamento e Ação

9h30 às 11h30 – Reinaldo Domingos: Como Manter uma Relação Saudável com o Dinheiro

15h30 às 17h30 – Luiz Barreto: Inovação e Tendências do Turismo Inteligente

 

18/10 (quinta-feira) Alavanque seu Negócio

9h30 às 11h30 – Marcelo Dória: Acelere suas Vendas e Maximize seus Resultados

15h30 às 17h30 – Rafael Somera: Vendas para o Novo Cliente do Varejo e Vestuário

 

19/10 (sexta-feira) – Presença Digital

9h30 às 11h30 – Roberto Calderon: Impulsione as Vendas com Marketing Digital

15h30 às 17h30 – Renato Meirelles: Como a Digitalização Impulsiona os Pequenos Negócios

 

 

20 de Outubro – Dia Mundial de Combate à Osteoporose

CAMPANHA ABRASSO

Osso gigante inflável traz atividades lúdicas e interativas para orientar a população sobre a saúde óssea

- Instalado no Parque do Ibirapuera, o osso poderá ser visitado nos dias 19, 20 e 21/10, das 9h às 17h;

- No Rio de Janeiro, especialistas estarão de plantão para tira-dúvidas, nos dias 19 e 20/10, das 9h às 17h, na Praça Serzedelo Correa, em Copacabana;

- O público poderá realizar testes que avaliam os riscos de Osteoporose e receberá orientações de como prevenir a doença e como evitar as fraturas.

 Com o slogan “Firme e Forte Contra a Osteoporose”, os especialistas da ABRASSO – Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo promovem, nos próximos dias 19, 20 e 21 de outubro, uma série de atividades para celebrar o dia 20 de Outubro – Dia Mundial de Prevenção e Combate à Osteoporose.

Em São Paulo, será montado o osso gigante com atividades lúdicas e interativas, instalado no Parque do Ibirapuera e exposto para visitação ao público, nos dias 19, 20 e 21 de outubro, das 9h às 17h.

No Rio de Janeiro, será montada a tenda de atendimento com especialistas que ficarão nos dias 19 e 20 de outubro, das 9h às 17h no plantão tira-dúvidas, na Praça Serzedelo Correa, em Copacabana.

Nas tendas de atendimento da ABRASSO, tanto em São Paulo, como no Rio de Janeiro, o público terá acesso ao Teste do Calcâneo (exame que avalia a massa óssea do indivíduo por meio de uma ultrassonometria do calcanhar para identificar a osteoporose) e ao teste de “Frax”, desenvolvido através de questionário para estimar a probabilidade de fraturas de acordo com os fatores de risco relatados na pesquisa. “O teste do calcâneo é simples e não incisivo, com duração de apenas 60 segundos, com resultado imediato”, informa Dra. Marise Lazaretti Castro, presidente da ABRASSO.

Com os resultados do Frax em mãos, se necessário, a pessoa é orientada a buscar atendimento médico especializado. (O teste está disponível no site da ABRASSO: http://abrasso.org.br/calculadora/calculadora/).

Orientações nutricionais e atividades físicas direcionadas também serão oferecidas durante a campanha.

Organizada anualmente pela ABRASSO, este ano a Campanha conta com o apoio das empresas AMGEN, SANDOZ, UCB, SANOFI e GE.

Além disso, este ano a entidade conta com o apoio do movimento Osteoporose Brasil, uma aliança firmada entre a ABRASSO, a Colabore com o Futuro (que orienta entidades do terceiro setor de saúde) e o Grupo de Pacientes Artríticos de Petrópolis (Gruparj), com o objetivo de conscientizar os brasileiros sobre a osteoporose e trabalhar as políticas públicas para melhorar o acesso ao diagnóstico e ao tratamento dos pacientes com osteoporose.

OSSO GIGANTE – ATIVIDADES LÚDICAS E INTERATIVAS SOBRE A SAÚDE ÓSSEA

Confira as principais atrações do osso gigante inflável:

- Painel Curiosidades – Informações e imagens sobre a estrutura óssea.

- Casa Segura – Expositores com dicas para melhorar a segurança dentro de casa para o idoso.

- Jogos interativos – Dois displays com o objetivo de conscientizar sobre a importância dos exercícios físicos.

- Quebra-cabeça-esqueleto – Visitantes poderão montar um esqueleto com peças 3D.

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE 

Em São Paulo (SP):

Datas: 19, 20 e 21/10 – Das 9h às 17h

Local: Parque do Ibirapuera

Ações: Osso Inflável com ações interativas sobre saúde óssea

Tenda de atendimento, com Teste do Calcâneo

Dicas e orientações nutricionais e de atividades físicas

Aula de Tai Chi Chuan

Entrega de folders explicativos

Rio de Janeiro:

Data: 19 e 20/10 – Das 9h às 17h

Local: Praça Serzedelo Correa - Copacabana.

Ações: Teste do Calcâneo

Teste de Frax

Osteoporose - Incidência

Estima-se que aproximadamente 10 milhões de pessoas tenham osteoporose no Brasil. 25% das mulheres na fase pós-menopausa, têm osteoporose e um sexto avo dos homens com mais de 70 anos possuem a doença.

Com o envelhecimento, a incidência e a prevalência da osteoporose vão aumentar consideravelmente, especialmente nos países em desenvolvimento, quando a população está envelhecendo mais rapidamente. No Brasil, o aumento vai ser mais relevante, o número de fraturas por osteoporose vai crescer seis vezes mais em 2050”, afirma a médica endocrinologista Dra. Marise Lazaretti Castro – Presidente da ABRASSO.

De acordo com a especialista, a doença supera, e muito, o número de câncer de mama, de infarto do miocárdio, de acidente vascular cerebral, consideradas doenças mais frequentes. “As fraturas acontecem muito mais frequentemente do que qualquer um desses eventos. E as fraturas osteoporóticas, que são as fraturas de fêmur e da coluna vertebral aumentam, e muito, o risco de mortalidade. Elas levam a uma dependência muito grande, a família sofre, o indivíduo sofre, há um custo muito alto para a sociedade. 25% dos pacientes que sofrem de fraturas de fêmur morrem em seis meses após a fratura. É um excesso de mortalidade muito grande em decorrência não da fratura em si, mas pela imobilização, o risco de tromboembolismo pulmonar, o risco de infecções, que acabam levando à morte após uma fratura”, alerta a médica.

Diagnóstico, tratamento e dicas de prevenção

O diagnóstico da Osteoporose deve ser feito através do exame de Densitometria Óssea. A alimentação do paciente deve ser criteriosamente avaliada, especialmente em relação à ingestão de cálcio. “Realizamos um questionário sobre a ingestão de laticínios. O leite, o queijo, o iogurte, a coalhada, a ricota são alimentos ricos em cálcio, fundamentais para que tenhamos uma dieta adequada. De 2 a 3 porções de um desses alimentos por dia são suficientes para termos a quantidade adequada de cálcio. Se o paciente não pode tomar leite ou derivados, nós temos que dar comprimidos de cálcio, com sais de cálcio. Geralmente 1 grama de cálcio ao dia. Cada porção de laticínio corresponde aproximadamente a 300 miligramas de cálcio. Por isso, recomendamos 2 a 3 porções por dia. Além disso, a vitamina D e a atividade física são fundamentais. Essas são as medidas iniciais para tratarmos a osteoporose. Em seguida, vêm os medicamentos, porque nem o cálcio, nem a vitamina D, nem o exercício físico são capazes de reverter a osteoporose, se ela já estiver instalada. Quando há osteoporose é preciso tomar remédio. São vários, os quais chamamos de antirreabsortivos. Eles impedem que a progressão da perda óssea se mantenha, porque a perda óssea é natural”, explica a especialista.

A médica ressalta que a perda óssea inicia-se após os 30 anos de idade. “Aqueles que perdem com uma velocidade maior, são os que acabam desenvolvendo a osteoporose. O uso de medicamentos é para bloquear essa perda. São eles os bisfosfonatos, o Raloxifeno, a própria reposição hormonal estrogênica e o Denosumabe. Esses são os medicamentos que temos que são anti reabsortivos. Quando a osteoporose é muito grave, já tem múltiplas fraturas, uma massa óssea muito ruim, utilizamos os anabólicos, medicamentos que formam o osso novo. Aqui no Brasil, o único anabólico disponível é a Teriparatida, hormônio usado por dois anos e que aumenta a quantidade de tecido ósseo no organismo”, exemplifica.

Sobre a ABRASSO - A ABRASSO – Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo - representa a união das três principais sociedades médicas dedicadas ao estudo da osteoporose e do osteometabolismo no Brasil: SBDENS (Sociedade Brasileira de Densitometria Clínica), SOBEMOM (Sociedade Brasileira para Estudo do Metabolismo Ósseo e Mineral) e a SOBRAO (Sociedade Brasileira de Osteoporose).

Criada em 2011, conta hoje com cerca de 1.500 associados de diversas especialidades médicas, além de outros profissionais da área da saúde que, juntos, têm a missão de difundir o conhecimento científico, estimular o ensino e a pesquisa e realizar ações preventivas da saúde junto ao público leigo.

Serviço:

Twitter: @ABRASSO Facebook: @abrassonacional

www.abrasso.org.br

Osteoporose Brasil já deu a largada na Campanha de conscientização

Fundada neste ano de 2018, a Osteoporose Brasil antecipou suas ações de conscientização à população no início deste mês de outubro, com a campanha de sloganNão Largue o Osso”, que teve como madrinha a jornalista Sônia Abrão. (Saiba mais em www.osteoporosebrasil.com).

 

 

Oficina de beleza para pacientes com câncer é ampliada em

São Caetano

 

Mulheres em tratamento contra o câncer têm um cuidado especial em São Caetano do Sul. Uma parceria firmada entre a Secretaria de Saúde da Prefeitura e o Instituto Abihpec leva oficinas de beleza e automaquiagem às pacientes, mensalmente, no Centro de Oncologia Luiz Rodrigues Neves (Rua Peri, 361, 1º andar, Bairro Santa Paula), no programa “De bem com você – A beleza contra o câncer”. Como novidade, nesta quinta-feira (25/10), a iniciativa passou a receber mulheres que se consultam na rede particular, uma vez que era destinada exclusivamente às pacientes da rede municipal.

 

As aulas acontecem na última quinta-feira de cada mês, das 14h às 16h, e são ministradas por voluntárias do Instituto. “Cada participante recebe um kit com produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumaria, doados por empresas conceituadas, e levam para casa para poder colocar em prática as técnicas aprendidas”, explica a coordenadora de projetos da Abihpec, Eduarda Sampaio. “Esse projeto tem como principal objetivo acolher, cuidar e minimizar os efeitos dos tratamentos nessas mulheres”.

 

Iniciada em março de 2007, a ação já recebeu cerca de 200 mulheres. Neide Figueira, de 65 anos, moradora do Jardim São Caetano, se emocionou ao falar sobre a importância de momentos como os vividos durante a oficina. “Algumas vezes, a gente deixa esse cuidado conosco em segundo plano, principalmente no início do tratamento, que é a fase mais difícil”, revelou. “O carinho e a força que as pessoas daqui oferecem nos ajudam muito a enfrentar essa fase”.

 

Outubro Rosa: conheça 5 direitos do INSS para mulheres com câncer de mama 

 

Segundo dados da Secretaria da Previdência, foram mais de 21 mil benefícios concedidos em 2017 para seguradas em tratamento 

 

Especialista em Direito Previdenciário e cofundador do site Previdenciarista, Átila Abella, explica quais são esses direitos e como solicitá-los

 

 

O câncer de mama é o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são esperados cerca de 60 mil novos casos da doença no Brasil em 2018. O que poucas pessoas sabem é que as pacientes diagnosticadas com a condição e que contribuíram com o INSS possuem direitos e podem entrar com pedido para solicitar seus benefícios.  

 

De acordo com levantamento da Secretaria da Previdência, em 2017, foram concedidos pouco mais de 21 mil auxílios-doença previdenciários em decorrência do câncer de mama, número menor que em 2016, quando foram liberados cerca de 500 auxílios a mais. “A Constituição Federal assegura direitos às pessoas com todos os tipos de tumor maligno, inclusive na mama, para que ela possa ter mais qualidade de vida e, em alguns casos, até maior expectativa de vida”, explica Átila Abella, advogado especialista em previdência social e cofundador do site Previdenciarista (https://previdenciarista.com/), plataforma que auxilia advogados de todo o Brasil.

 

Durante o mês de Outubro, data criada para conscientização do combate à doença, o especialista reforça os 5 principais direitos do INSS para mulheres que estão na luta contra o câncer de mama.

 

Auxílio-doença 

 

Para as pacientes impossibilitadas de trabalhar temporariamente, o auxílio-doença é um benefício assegurado. “O auxílio-doença é pago mensalmente à portadora do câncer desde que fique comprovada a impossibilidade de atuação profissional. Para os trabalhadores individuais, como profissionais liberais e empresários, a Previdência  Social pagará por todo o período incapacitante da doença, desde que o mesmo tenha requerido o benefício”, explica Átila.

 

Aposentadoria por invalidez  

 

Já para as pacientes que passam pela cirurgia de retirada das mamas e que ficam impossibilitadas de trabalhar de forma permanente, sem possibilidade de reabilitação, é possível solicitar a aposentadoria por invalidez. “Para ter direito ao benefício, a segurada precisa ter iniciado as contribuições antes do diagnóstico da doença, e pode solicitar a aposentadoria por invalidez independentemente de ter feito as 12 contribuições pré-estabelecidas pelo INSS”, afirma o especialista. 

 

Saque do FGTS e PIS

 

Portadores do câncer de mama, ou pessoas que tenham uma dependente com a doença, também podem resgatar a quantia disponível no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e nas quotas do PIS/PASEP. “Basta a segurada apresentar cartão do cidadão ou o número do PIS, a carteira de trabalho e um atestado médico válido por 30 dias, com o histórico da doença, estágio clínico atual e a cópia dos laudos. Para os casos de dependentes com a patologia, também é exigido um documento que confirme a ligação com a paciente", explica Átila.

 

Auxílio acompanhante 

 

Além dos benefícios acima, a segurada que necessita comprovadamente de um cuidador pode solicitar também o adicional (majoração) de sua aposentadoria para auxiliar no custeio do acompanhante, previsto na Lei nº 8.213/91 – um acréscimo vitalício de 25% no benefício pago pelo INSS. 

 

Isenção de IR

 

A gravidade do câncer de mama também isenta, por lei, as seguradas  portadoras da doença de arcar com o Imposto de Renda, mesmo em caso de pacientes que já recebam benefícios da Previdência Social. "Como as pessoas com HIV/AIDS, cardiopatas graves e parkinsonianos, entre outros, elas têm direito a essa isenção, desde que recebam uma aposentadoria, pensão ou reforma", finaliza a advogado.

 

Como entrar com o pedido do benefício?  

 

Para requerer todos os auxílios, a paciente precisará passar por um exame de perícia no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Por ser um processo burocrático e levar em consideração todas as situações emocionais que cercam pessoa diagnosticada com câncer de mama, é indicado contar com a ajuda de um profissional.  

 

Fest Jovem emplaca shows, skate e food truck no Chico Mendes

 

Neste domingo (21/10), o Espaço Verde Chico Mendes (Avenida Fernando Simonsen, 566, Bairro São José), em São Caetano do Sul, será o palco do Fest Jovem, um evento para a juventude de todas as tribos e idades. O skate será o protagonista da festa, que terá uma série de atividades voltadas ao esporte que quase sempre começa como uma divertida brincadeira entre a garotada. A programação terá ainda música ao vivo, feira de artesanato e opções de food truck.

 

Os praticantes da prancha sobre rodas, de iniciantes a iniciados, poderão treinar manobras em uma mini ramp de 1,2 m de altura e por obstáculos que simulam o ambiente das ruas, ao som de estilos musicais variados, de ska a rap, passando pelo rock e pela percussão da Batucada Geral da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul). As atividades ocorrem das 10h às 17h e são todas gratuitas.

 

O encontro tem a realização da Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), e o apoio da Coordenadoria Municipal da Juventude (Comjuv), da Styllos Skateshop, DC Shoes, Element e Ramp Pack Skate Boarding. O objetivo é propiciar o acesso dos jovens às artes, ao esporte e ao lazer, além de fomentar o trabalho de artistas da região. Confira a programação.

 

PALCO

10h - Batucada Geral da USCS

10h30 - Voz e Violão, com Zilda Canavez

11h30 – “O Show dos Metais”, com o grupo A Arte do Som

12h - Gui e Rafa (dupla infantil)

13h - Liu MR e a “Kombi do Rap”

14h - Banda Fatho

15h - Raízes, com Rachel Oliveira

16h - Banda Máfia Negreira

17h - Banda NoKaos

 

SEGURANÇA

Para zelar pela segurança, os organizadores do evento irão orientar o público a utilizar os equipamentos para a prática do esporte. Vale lembrar que é de responsabilidade do usuário estar devidamente paramentado com itens como capacete e utensílios para a proteção das mãos, cotovelos e joelhos.

País registra criação de 110 mil novas vagas de trabalho em agosto

 

Por Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil  Brasília. Puxado pelo setor de Serviços, o emprego formal registrou crescimento de 0,29% em agosto, fechando o mês com um saldo positivo de 110,4 mil novas vagas. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje (21) pelo Ministério do Trabalho, houve no mês passado pouco mais de 1,353 milhão de admissões, contra 1,243 milhão de desligamentos.

 

Este é o oitavo mês consecutivo em que o número de novos contratos de trabalho supera as demissões. Segundo o ministério do Trabalho, o mercado formal tem apresentado resultados positivos no acumulado do ano e nos últimos doze meses. De janeiro a agosto, houve acréscimo de aproximadamente 568 mil vagas. Já na série histórica desde setembro do ano passado, o saldo positivo é de 357 mil postos de trabalho.

 

Com os dados, o nível de estoque do emprego formal aumentou para 38,4 milhões, número superior que os 38 milhões de agosto de 2017 mas abaixo do apresentado no mesmo período nos anos anteriores, desde 2012. A informação dos novos empregos com carteira assinada foi comemorada ontem pelo presidente Michel Temer pelo twitter.

 

Entre 2010 e 2014, o Brasil apresentou desempenho positivo nos dados do Caged, apresentando grandes quedas em 2015 e 2016. Em 2017 o saldo também foi negativo, mas menor, com 123 mil postos de trabalho fechados. Este ano, com um saldo de meio milhão de novos empregos, o país registra bons resultados em praticamente todos os setores de atividade econômica, como indústria de transformação, serviços e agricultura. A exceção é o setor de comércio, impulsionado pelas demissões no comércio varejista.

Fundo Social de Solidariedade faz doação de roupas de cama e banho para idosos abrigados de

São Caetano

 

“Uma tarde maravilhosa, que renova as nossas energias para continuar trabalhando pelo e para o bem das pessoas”. Assim foi demonstrado o sentimento da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Caetano do Sul, Denise Auricchio, ao participar da doação de 300 peças de roupas de cama e banho para os 26 idosos abrigados no Grupo Luz, no Bairro Barcelona.

 

O Fundo Social ainda doou roupas de cama e banho para outras quatro entidades de idosos abrigados: Lar Bom Repouso, Abrigo Irmã Tereza a Idosos Desamparados, Lar Nossa Senhora das Mercedes e Abrigo para Idosos Lar Amor Cristão (Abrilac).

 

“É sempre uma grande alegria poder ajudar o próximo. Além disso, é uma grande renovação de energia, de alegria, de estímulo estar aqui com estes lindos e lindas”, declarou Denise.

 

Presidente do Grupo Luz, Margarida Flamini foi taxativa com relação à importância da doação realizada pelo Fundo Social. “É uma benção. Essas roupas de cama e banho vêm em muito boa hora, para um maior conforto dos nossos velhinhos. Muito obrigada ao Fundo Social”, complementou Margarida.

Participação Política

 

É comum ouvirmos a expressão: “não quero me envolver em política, não vou votar”. Apesar dessa atitude não contribuir para as soluções, não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente eles serão governados por aqueles que gostam (Platão). A constatação do filósofo grego evidencia que a responsabilidade política demonstra a capacidade cidadã de um povo.

A participação política evidencia e comprova a cidadania. Teorias da representação de Rousseau, Kant, Sieyès, Paine e Condorcet demostram que a situação é um pouco mais complexa. Elas trazem a ideia de que o governo como representatividade singular produziu duas escolas distintas de pensamento: o modelo eleitoral e o modelo representativo.

A primeira endossava uma visão da representação que combinou elitismo nas instituições políticas (que seria o único local tanto da deliberação como do voto) com legitimação popular (representada pela votação na eleição). Nessa combinação, a primeira escola consistiria no domínio da competência, e a última, no domínio do consentimento.

Com base nisso, é correto afirmar que a democratização e o processo representativo compartilham uma mesma ideia, não são opostos. O juízo e a opinião são bases da soberania tanto quanto a vontade, se admitirmos a soberania como correspondente a uma temporalidade ininterrupta e a influência incalculável dos princípios e ideais básicos concernentes ao interesse geral, que transcendem os atos de decisão e eleição. Dessa forma o cidadão acaba sendo representado de forma legítima.

Essa reflexão sustenta o fato de que a representação estimula um ganho de influência política e apresentação de valores em relação ao ato sancionador pelo qual os cidadãos soberanos ratificam e recapitulam, com regularidade cíclica, as ações e promessas de candidatos que apresentam seu nome para eleições populares e outros representantes. Representatividade e defesa são as expressões desse ganho e marcam o vínculo inevitável, ativado pelo processo eleitoral, entre o lado de dentro e o lado de fora das instituições legislativas. Assim, tanto o legislador eleito e o eleitor votante são atendidos em suas demandas.

Em suma, a história moderna sugere que a democratização começou com o processo representativo. A democratização do poder estatal e o poder unificador das ideias e dos movimentos políticos levados a cabo pela representação foram interconectados e mutuamente fortalecidos.

Cada cidadão ocupa seu espaço social por meio da representatividade escolhida através do voto popular, voto certo e com consciência patriótica.

Autor: Prof. Dr. Cícero Bezerra é coordenador do curso de Teologia Bíblica Interconfessional do Centro Universitário Internacional Uninter.

MAIS DE 60 ANOS DE HISTÓRIA

 

 

LEITURA ONLINE

 

Confira todas as edições do Jornal de S. Caetano na íntegra! 

PUBLICIDADE

 

Confira nossa tabela de preços e reserve seu anúncio!

 

FALE CONOSCO!