Gari e triatleta são os vencedores da 41ª Prova de Reis de

São Caetano do Sul

                                                                        

A 41ª edição da Prova de Reis, tradicional corrida de rua do Grande ABC, aconteceu na manhã deste domingo (14/01), nas ruas de São Caetano do Sul. Na prova masculina, o vencedor foi o gari Marcos Francisco da Silva, 39 anos, e na feminina a vencedora foi a triatleta Rafaela Maurina, 36, ambos da capital paulista.

 

O tempo de Marcos foi  33’19’’, enquanto Rafaella completou a prova em 41’12’’. Ao todo foram 3 mil participantes. A classificação completa está disponível no site da Prefeitura: www.saocaetanodosul.sp.gov.br.

 

O secretário de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) e vice-prefeito, Beto Vidoski, deu a largada à prova e falou sobre a corrida. “A Prova de Reis de São Caetano do Sul é, sem dúvida, uma das mais tradicionais, se não for a mais tradicional, prova de atletismo de rua do Grande ABC. E desde o ano passado, eu e o prefeito José Auricchio Júnior colocamos como meta aumentar ano a ano o número de inscritos da prova até chegarmos aos 5 mil inscritos em 2020”, emendou Vidoski.

 

Outro detalhe que não passou despercebido na prova deste domingo foi o alto número de atletas femininas. “Este ano tivemos 3 mil inscritos, sendo que 1.100 eram inscrições de mulheres, número recorde nas outras 40 edições da prova. Quem sabe até o final do nosso mandato, quando chegarmos aos 5 mil inscritos, tenhamos 50% de mulheres”, finalizou o secretário de Esporte.

 

VENCEDORES

Vencedor da prova masculina, Marcos Francisco é gari na capital paulista “nas horas vagas”, brincou ganhador da Prova de Reis. “Eu cheguei a ficar um tempo sem correr, já não tinha mais motivação para provas de rua. Mas, no ano passado, as coisas mudaram e voltei a treinar, com um treinador de ponta, e o resultado é a vitória aqui em São Caetano do Sul. Estou muito feliz”, definiu.

 

Já na prova feminina, o resultado de Rafaela foi considerado muito bom. Para ser sincera, não esperava a vitória. Eu queria, apenas, fazer um bom tempo e a primeira colocação veio como consequência de um ótimo trabalho”, explicou a triatleta, que tem como objetivos este ano a Maratona de Boston, em abril, a Maratona de Porto Alegre, em junho, e a Meio Iron de Maceió, em agosto.

 

MASCULINA

1º - Marcos Francisco da Silva - 33’20’’

2º - Ednilson Feitosa - 33’23’’

3º - Ramalho Silva Rocha - 33’27’’

4º - Fernando Bezerra da Silva - 33’32’’

5º - Fabio Montaghini - 33’50’’

 

FEMININA

1ª - Rafaella Maurina - 41’12’’

2ª - Tatiane Coutinho Franca - 44’15’’

3ª - Andréa Alves Ribeiro - 44’30’’

4ª - Andréia Barros de Souza  - 45’05’’

5ª - Marluce Vieira Filha - 45’30’’

São Caetano do Sul abre inscrições para Curso de Libras

 

Moradores e servidores públicos de São Caetano do Sul que tiverem interesse em aprender a se comunicar por meio da Língua Brasileira de Sinais podem se inscrever no Curso de Libras 2018, oferecido pela Prefeitura, por meio da Sedef (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida). O curso é gratuito.

 

As inscrições podem ser feitas entre os dias 11 e 18 de janeiro (exceto sábado e domingo), das 9h às 17h, ou até encerrar o número de vagas disponíveis. São realizadas na sede da Sedef, que fica no Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro).

 

Os interessados deverão estar munidos de cópia simples do RG, CPF e comprovante de endereço (água, luz ou telefone fixo). Para servidores, além dos documentos pessoais, é preciso apresentar a cópia do holerite ou o crachá funcional.

 

Para inscrições a partir do segundo módulo (posteriores ao Básico 1), também é necessária a apresentação do certificado de conclusão do módulo anterior ou, na indisponibilidade deste, de outros documentos que comprovem a conclusão. Os alunos aprovados no segundo semestre de 2017 não precisam apresentar documentação comprobatória relativa ao cumprimento do módulo anterior.

 

As turmas serão formadas por, no mínimo, 15 alunos e, no máximo, 35, respeitando a ordem de inscrição. É facultativa a colaboração mensal com dois quilos de alimento tanto no ato da inscrição como no decorrer do curso.

 

As aulas acontecerão em módulos semestrais com carga horária de 40 horas por módulo, com início na semana do dia 5 de fevereiro.  

 

Turmas do primeiro semestre de 2018:

 

Básico 1 - Noturno (início em 06/02/18)

Terça-feira, das 19h às 21h

Local: EMEF 28 de Julho (Rua Oriente, 501 - Bairro Barcelona)

 

Básico 2 – Noturno (início em 07/02/18)

Quarta-feira, das 9h às 21h

Local: EMEF 28 de Julho (Rua Oriente, 501, Bairro Barcelona)

 

 Básico 2 – Vespertino (início em 05/02/18)

Segunda-feira, das 15h às 17h

Local: Auditório Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro)

 

Básico 3 – Noturno (início em 05/02/18)

Segunda-feira, das 19h às 21h

Local: EMEF 28 de Julho (Rua Oriente, 501, Bairro Barcelona)

 

Intermediário – Noturno (início em 08/02/18)

Quinta-feira, das 19h às 21h

Local: EMEF 28 de Julho (Rua Oriente, 501 - Bairro Barcelona)

 

Avançado – Noturno (início em 06/02/18)

Terça-feira, das 19h às 21h

Local: EMEF 28 de Julho (Rua Oriente, 501 - Bairro Barcelona

 

Professor de finanças dá 5 dicas financeiras para

começar bem 2018

Para começar o ano fora do vermelho,

é importante se planejar

 

 Com a chega do fim do ano, vêm também as promessas de mudança, a renovação dos desejos para 2018 e os planos para transformar as diversas áreas da vida. E para que isso seja realmente possível, é importante traçar estratégias, principalmente financeiras. Por essa razão, o professor de finanças do ISAE – Escola de Negócios, Aleksander Kuivyogi Avalca, listou cinco dicas que podem ajudar a começar o ano de forma mais organizada.

 

1. Cautela com festas e férias

Quando chega final de ano, as datas comemorativas como Natal e Ano Novo, fazem com que as pessoas aumentem seus gastos, sem ter um planejamento detalhado. Pelo fato de passarem por um ano complicado, acabam comprando muitos presente, muita comida, reservas de lugares legais para passar as férias etc, querendo curtir e relaxar. Mas esses gastos normalmente são exagerados e o orçamento, muitas vezes, não está preparado para isso. Por essa razão, é importante fazer um planejamento de quanto se tem e quando se pode efetivamente gastar nessa ocasião.

 

2. Dinheiro de férias e 13º

Pra quem está endividado, com o cartão de credito estourado ou em cheque especial, é interessante utilizar esse valor para quitar as despesas maiores. Mas deve haver muito cuidado para que isso não vire uma bola de neve. Isso não deve ser padrão, pois esse dinheiro deve ser usado para aproveitar as férias. Porém, se você está endividado, quite todo o valor e se planeje melhor para o próximo ano.

 

3. Promessas de virada de ano

Para muitas pessoas, a virada de um ano é um novo ciclo. Pensando em renovação, é importante a mentalidade e a inteligência financeira, ou seja, saber como usar melhor dinheiro.  Adaptar a vida com a nossa realidade e viver como puder e não como quiser. É necessário se preparar para a vida que se quer ter, por meio de reserva e investimentos, buscando estudar sobre finanças pessoais. A promessa para o novo ano deve ser: se comprometer a colocar como meta de 2018 trabalhar a mentalidade financeira.

 

4. Ano de eleição

Em um ano de eleição, o país sofre várias alterações. Esse momento pode afetar os juros, inflação, o crescimento do país etc. Por isso, é preciso estar preparado. Fazer uma reserva financeira é um ótimo plano para evitar ser pego desprevenido. Fazer investimentos, de forma que o dinheiro “trabalhe para você”, também é um passo importante. Isso serve para qualquer tipo de pessoa. Tanto as que sabem muito sobre assuntos financeiros, quanto as que não sabem nada.

 

É importante lembrar que investimento não é poupança. Poupança é reserva. Investimento pressupõe CDB's, LCI, tesouro direto ou fundos de investimentos e ações.

 

5. Planejamento financeiro

O ponto mais importante para que a receita esteja alinhada com as despesas é fazer um planejamento financeiro. De acordo com Avalca, o ideal é fazer plano para os três meses seguintes. Colocar em uma planilha o quanto recebe, o quanto a família recebe (se for casado, quanto o marido ou a esposa ganha, se tem filhos que ajudam, quanto cada um ganha etc). Depois disso, listar todas as despesas: aluguel, prestação, seguro, condomínio, presentes de datas comemorativas, carnaval, férias. Se ao final do planejamento o saldo estiver negativo, é necessário voltar nas despesas e começar a fazer cortes. Dessa forma, é possível fazer ajustes para que nos próximos três meses não haja prejuízo.

 

 

 

Especialista do Hospital 9 de Julho dá dicas para quem quer começar a se exercitar em 2018

 

Médico explica que teste ergométrico e de composição corporal, assim como avaliação especializada, são fundamentais para quem quer começar uma atividade física, evitar futuras lesões ou até descobrir doenças assintomáticas

 

 “Agora vai ser diferente”, essa é a premissa de muitos brasileiros no início de ano quando começam as promessas para se exercitar. A partir daí, são muitos os casos de quem tem fadiga ao correr, palpitações e até desmaios durante o exercício. Segundo o Dr. Pablius Braga, médico do Esporte e coordenador do Centro de Medicina Especializada (CME) do Hospital 9 de Julho (H9J), isso pode acontecer pela falta de suporte médico prévio. “Para começar qualquer exercício, é indicado fazer um check-up para se certificar de que a saúde está em dia” recomenda o médico.

Durante os exercícios sem recomendação, algumas doenças assintomáticas como a hipertensão arterial e obstrução das artérias que irrigam o coração (o que causa infarto), podem se manifestar. O Dr. Braga explica que os exames de rotina são fundamentais para identificar e tratar doenças silenciosas. “Fazer um check-up completo uma vez por ano é o ideal. Existem casos de pessoas com históricos de doenças na família, porém, ou que fazem parte de um grupo de risco, que precisam de uma frequência maior de acompanhamento médico” explica o especialista.

 

Para o Dr. Braga, o maior movimentação por uma vida mais saudável é perceptível nessa época do ano. “Muitas pessoas querem iniciar uma atividade física para recuperar a forma depois das festas ou para estar bem em todo o verão” reforça o especialista, que destaca também a importância de um treino personalizado: “é importante identificar as afinidades para sugerir o exercício de acordo com cada perfil, motivando e mantendo o paciente em movimento” explica o médico.

Para começar a se exercitar da maneira correta, o Dr. Braga explica alguns exames que devem ser feitos antes de iniciar uma vida mais ativa. Confira!

 

Consulta com especialista - Avaliação de perfil de risco para a saúde, aptidões para o exercício, hábitos a serem monitorados como o alimentar, qualidade de sono, perfil de comportamento e prescrição de atividade física.

 

Teste ergoespirométrico – teste de esforço que analisa o consumo de oxigênio, mostra sugestão de faixa ideal para treinamento de resistência e avalia saúde pulmonar e cardiovascular para o esforço.

 

Calorimetria indireta – avalia o metabolismo em repouso para orientação nutricional (não necessariamente restritiva) e melhor resposta do exercício físico.

 

Composição corporal – traz percentuais de gordura, água e massa muscular em partes segmentadas e importantes do corpo.

 

Teste ergométrico de esforço máximo – avalia a saúde do coração, acompanhando eletrocardiograma, pressão arterial e frequência cardíaca.

 

Termometria cutânea – verifica possível atividade inflamatória nos músculos, tendões e articulações.

 

Avaliação física - análise de postura corporal em repouso e flexibilidade ou amplitude de movimentos, bem como avaliação mecânica por problemas articulares ou de traumas anteriores.

Além dos testes, alguns exames complementares também podem ser solicitados com apoio de outras especialidades, conforme a necessidade. O Dr. Braga reforça que o importante é não precisar ir parar na emergência para fazer seu check-up. “Sabemos que, com a correria da vida moderna, se a pessoa não tem sintomas, geralmente não procura o médico” ressalta o médico que lembra da importância de investir na prevenção para detectar um problema de saúde: “É sempre melhor tratar uma doença no início, do que lidar com um estágio mais avançado”, finaliza o médico.

 

Sobre o Hospital 9 de Julho: fundado em 1955, em São Paulo, o Hospital 9 de Julho tornou-se referência em medicina de alta complexidade com destaque para as áreas de Neurologia, Oncologia, Onco-hematologia, Gastroenterologia, Ortopedia, Urologia e Trauma. Possui um Centro de Medicina Especializada com atendimento em mais de 50 especialidades e 13 Centros de Referência: Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional; Rim e Diabetes; Cálculo Renal; Cardiologia; Oncologia; Gastroenterologia; Controle de Peso, Infusão, Medicina do Exercício e do Esporte; Reabilitação; Clínica da Mulher; Longevidade e de Doenças Inflamatórias Intestinais (CDII).

 

Com cerca de 2,5 mil colaboradores e quatro mil médicos cadastrados, o complexo hospitalar possui 410 leitos, sendo 91 leitos nas Unidades de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico com capacidade para até 22 cirurgias simultâneas, inclusive com duas salas híbridas (com equipamento de Hemodinâmica e Ressonância Magnética) e duas para robótica.

Saesa disponibiliza linha 0800 para tirar dúvidas sobre taxa do lixo

 

Informações sobre o que muda com a nova forma de cobrança da Taxa de Coleta, Remoção e Destinação Final de Resíduos Sólidos, em São Caetano do Sul, agora podem ser obtidas por meio de um canal direto e exclusivo criado pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de São Caetano do Sul).

 

Ligando para o 0800 025 8836 o munícipe pode esclarecer dúvidas e obter informações sobre a alteração da taxa que, desde o início de 2018, saiu do carnê do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e foi para a conta de água. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h45, exceto nos feriados. A ligação é gratuita.

 

As solicitações referentes a cálculos de valores ou para tratar de casos que requeiram análises mais específicas deverão ser protocoladas no Atendimento na sede do Saesa (Av. Fernando Simonsen, 303, Cerâmica) ou no posto da autarquia dentro do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro).

 

Vale lembrar que, embora transferida para a conta de água, toda pessoa (física ou jurídica) que seja proprietária ou locatária de imóveis inscritos no Cadastro Imobiliário do Município deve pagar a taxa do lixo.

 

Para saber mais sobre as novas regras de cobrança da taxa do lixo, além do serviço de ligação gratuita, o munícipe também pode consultar o site do Saesa (http://www.saesascs.sp.gov.br/taxa-do-lixo), além da própria conta de água: a taxa vem devidamente discriminada em cada fatura, que é dividida em 12 parcelas mensais.

 

GCM de São Caetano do Sul frustra roubo de moto e prende indivíduo

                                     

A GCM (Guarda Civil Municipal) de São Caetano do Sul prendeu em flagrante indivíduo acusado de roubar uma moto BMW 650 GS. A apreensão foi realizada pela ROMU (Grupamento Tático da GCM) na última quinta-feira (11/01).

 

A prisão ocorreu após a ROMU receber informações do roubo, que ocorreu em São Paulo, por dois indivíduos armados. As testemunhas seguiram o rumo tomado pelo assaltante até encontrar a viatura da GCM, que realizava rondas pelas imediações da Avenida Guido Aliberti.

 

De imediato, a ROMU localizou a moto. Ao notar a aproximação da viatura, o indivíduo perdeu o controle da direção no canteiro central do Complexo Viário Prefeito Luiz Tortorello com a Avenida do Estado. Durante a abordagem não foi encontrado o armamento. O indivíduo, 22 anos, foi conduzido para a Delegacia Sede de São Caetano, onde foi reconhecido pelo proprietário da moto e permaneceu à disposição da Justiça.

Grande ABC tem ‘Dia D’ contra febre amarela em 3 de fevereiro

 

Campanha inédita se estenderá até o dia 24 do próximo mês com dose fracionada da vacina em seis cidades da região

 

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza, a partir do próximo mês, uma campanha inédita de imunização contra a febre amarela no território paulista, incluindo o Grande ABC.

Entre os dias 3 e 24 de fevereiro, o governo do Estado pretende vacinar 6,3 milhões de pessoas que residem em áreas ainda não alcançados pelo vírus, mas que estão receptivas, pois integram os corredores ecológicos. Somente na Baixada, cerca de 870 mil de pessoas deverão ser imunizadas.

A finalidade é proteger a população preventivamente. A campanha começa em um sábado, “Dia D”, quando os postos de saúde dos municípios envolvidos estarão abertos em regime especial para atender a população.

Das 53 cidades paulistas alcançadas no Estado, estão inclusas seis do Grande ABC (confira abaixo a lista de municípios). As outras 47 estão nas regiões da Baixada Santista, do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Em duas cidades da região – e outros 38 municípios de SP –, a vacina será ofertada para a população total, devido à alta concentração de mata. Os outros quatro municípios do Grande ABC – e mais nove do Estado - terão vacinação parcial para moradores de bairros com maior vulnerabilidade. Todos os recortes foram definidos por critérios epidemiológicos após análises técnicas e de campo feitas pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica/Divisão de Zoonoses) e Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em locais de concentração de mata.

A campanha será realizada com dose fracionada da vacina, conforme diretriz do Ministério da Saúde. O frasco convencionalmente utilizado na rede pública poderá ser subdividido em até cinco partes, sendo aplicado assim 0,1 mL da vacina. Estudos evidenciam que a vacina fracionada tem eficácia comprovada de pelo menos oito anos. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período. As carteiras de vacinação terão um selo especial para informar que a dose aplicada foi a fracionada.

Em todo o Estado, mais de 4,8 milhões de doses da vacina fracionada serão disponibilizadas para as pessoas ainda não imunizadas que residirem nos locais definidos pela campanha. 

Quem já tomou uma dose da vacina, mesmo se fizer parte destes municípios incluídos na campanha, não precisará se vacinar novamente.  A vacina aplicada até o momento (dose padrão) tem validade para a vida toda, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

“Vamos reforçar nossas estratégias para proteger a população contra a febre amarela, antecipando a imunização ao levar as vacinas para locais onde ainda não há circulação do vírus. A campanha complementa um trabalho incessante de monitoramento e prevenção que temos desenvolvido nos dois últimos anos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

A campanha também prevê a oferta de 1,5 milhão de doses convencionais, que serão disponibilizadas para crianças com idade entre nove meses e dois anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina, grávidas residentes em áreas de riscoe portadores de doenças crônicas – como diabéticos, cardiopatas e renais crônicos, por exemplo.

Deverão consultar o médico sobre a necessidade da vacina os portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e de doença falciforme.

Não há indicação de imunização para grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como por exemplo Lúpus e Artrite Reumatoide). Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico.

Nas demais áreas do Estado de São Paulo onde já há vacinação em razão da circulação do vírus a imunização seguirá com a vacina plena.

 

Municípios com vacinação
total do território

 

Município                                           População-alvo

RIBEIRÃO PIRES                                   114.312

RIO GRANDE DA SERRA                  44.959


 Municípios com vacinação  parcial do território

 

Município                                             População-alvo

DIADEMA                                                    120.000

MAUA                                                              127.000

SANTO ANDRÉ                                         204.000

SAO BERNARDO DO CAMPO         259.000

===============================================

 

Medicina ABC tem recorde de inscritos

no programa de residência médica

 

Ao todo, mais de 3 mil recém-formados tentaram vaga em 49 especialidades

 

A Faculdade de Medicina do ABC acaba de conquistar um feito histórico no alto de seus 49 anos de existência. O programa de residência médica da instituição, modalidade de ensino de pós-graduação destinada a estudantes formados em Medicina, recebeu 3.026 inscritos para 2018, praticamente o dobro da média registrada nas edições anteriores. Atualmente a FMABC tem 49 programas credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), que classifica a Residência Médica da FMABC como a oitava melhor do Estado.

 

Os mais de 3 mil médicos inscritos disputaram 197 vagas de acesso em prova realizada dia 7 de janeiro. As especialidades com maior número de inscritos foram oftalmologia, cirurgia geral e clínica médica. A alta na procura é compatível com o nível de excelência no ensino, conduzido por mais de 200 médicos preceptores, doutores e mestres, responsáveis por supervisionar o trabalho dos residentes. Apenas o programa cumprido integralmente confere ao residente o título de especialista.

 

Para o coordenador geral da Comissão de Residência Médica (COREME) da FMABC, Dr. Adriano Meneghini, os próprios alunos são os maiores propagadores da qualidade do programa. “Antigamente, 90% dos residentes eram ex-alunos nossos. Hoje, metade vem de outras faculdades ou regiões. Está bem parelho. Sabemos que eles conversam entre si e isso impacta na procura. Nos últimos cinco anos notamos uma onda progressiva de residentes vindos de outras cidades e estados. Seguramente, é nosso maior e melhor divulgador”.

 

SERVIÇO DE EXCELÊNCIA

O rigor da COREME com o desenvolvimento profissional e científico do médico residente é outro fator determinante para o crescimento do programa. O trabalho de preceptoria passa por constantes atualizações e melhorias, todas de acordo com diretrizes preconizadas pelo Ministério da Educação. “O residente jamais deve ficar desassistido ou atender os pacientes sozinho. Aumentamos bastante a fiscalização quanto a isso. É a condição para um serviço se credenciar como sítio de estágio da residência médica. Além disso, participamos de todos os órgãos de controle e gestão de residência. É um trabalho de ‘formiguinha’, demorado, mas que tem trazido importante visibilidade para a instituição”.

 

Atualmente, os 437 médicos residentes da FMABC atendem nos ambulatórios especializados da faculdade e em diversos hospitais vinculados à Fundação do ABC, como em Santo André, no Hospital Estadual Mário Covas, Centro Hospitalar Municipal e Hospital da Mulher, e em São Bernardo, no Hospital de Clínicas Municipal, Pronto-Socorro Central e Hospital Municipal Universitário (HMU), entre outros

Ginasta de São Caetano do Sul, Arthur Zanetti inicia 12ª temporada na Seleção Brasileira como líder dos mais jovens

 

Atleta da SERC/USCS de São Caetano do Sul, Arthur Zanetti se apresentou à seleção Brasileira de Ginástica Rítmica,no Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (15/01). O campeão olímpico terá a missão de ser o mais experiente da equipe, que terá 20 ginastas incluindo vários atletas juvenis (até 17 anos), na preparação. para o primeiro camping do ano, que vai até o dia 27.

 

“Não me importo de ter esse papel de liderança para os mais novos porque estou na seleção desde o início, quando cheguei em 2007, há 11 anos, até alcançar os melhores resultados possíveis na ginástica”, relembra o ginasta.

 

Arthur lembra de sua primeira seleção e em como se espelhava em atletas mais experientes, e que seu estilo não é dos discursos, pois prefere ser exemplo pelas atitudes. “Sou de falar pouco. Algumas vezes falo um pouquinho, quando vejo que precisa, mas acho que todo mundo fica de olho nas atitudes, no que a gente faz dentro do ginásio, no que serve de espelho e de objetivo para os outros. Quer chegar nesse patamar? Então, tem de treinar desse jeito!Eu já disputei todo tipo de competição, em vários tipos de aparelhos, fiz vários tipos de viagens, enfrentei vários desafios nos treinos, as difíceis lesões, então é passar pra eles, os mais jovens, tudo o que a gente já viveu e passou na seleção”, complementou Zanetti.

 

Marcos Goto, coordenador de seleções da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica), disse que os integrantes da comissão técnica (nove técnicos na ginástica masculina e seis na feminina) vão identificar a performance dos atletas para as competições, traçar metas e padronizar treinos. Os ginastas farão avaliações física e médica. “Queremos definir as estratégias para a participação em competições em 2018, distribuir os atletas no primeiro semestre, baseado no nível de performance, fazer reuniões de planejamento para orientar e propor as metas individuais, elaborar um plano de intervenções das equipes interdisciplinares de longo e curto prazo, para que possam impactar positivamente no desempenho dos atletas e desenvolver o trabalho coreográfico, no caso da ginástica feminina”, finalizou Goto.

 

O grupo masculino será formado por Patrick Sampaio Barone, Francisco Barretto Júnior, Gustavo Gonçalves Polato, Péricles Fouro da Silva, Rafael Salvador, Luís Guilherme Porto, Rankiel Santos Neves, Leonardo Matheus de Souza, Gabriel Faria Barbosa, Lucas Eduardo Costa de Souza, Diogo Brajão Soares, Caio Campos Souza, Diego Mathias Hypolito, Lucas de Souza Bittencourt, Murilo Miguel Pontedura, Arthur Zanetti, Hudson Miguel, Arthur de Freitas Costa, Vinícius Machado e Tomas Rodrigues Florêncio.

 

Pesquisa Desenvolve SP: PME’s devem investir mais em inovação até 2.020

Questionário foi aplicado durante eventos do “Movimento pela Inovação” em diferentes regiões do Estado e traça perfil dos empreendedores paulistas

Investir em inovação para ganhar novos mercados. Até 2020, essa é a meta das pequenas e médias empresas (PMEs) paulistas, conforme revela pesquisa anual da Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista que busca identificar o perfil dos empreendedores e apontar suas percepções sobre inovação e principais dificuldades de investimento. A pesquisa, elaborada com questões de múltipla escolha, foi aplicada ao longo de 2017 durante os eventos do Movimento pela Inovação, que leva conteúdo e atendimento a empresários em busca de recursos para tirar projetos inovadores do papel, e contou com a participação de 182 empresários das cidades São Paulo, Sorocaba, Marilia, Ribeirão Preto e São José dos Campos.

Perfil

Dos 182 empresários que participaram da pesquisa, mais da metade (53%) representam pequenas e médias empresas prestadoras de serviços. Os que estão à frente das indústrias (32%), dos comércios (10%) e de empreendimentos ligados ao agronegócio (6%).

Em relação ao porte das empresas, as PMEs apresentam a visão de 43% dos entrevistados, seguidas pelas startups, com 32%, e dos micronegócios, com os outros 24%.

Percepções sobre inovação

Questionados sobre o que consideram inovação, 74% dos entrevistados a definem como “qualquer tipo de inovação aplicada no negócio”, contra 7% que acreditam que “inovação trata-se apenas de um produto revolucionário”.

Vale ressaltar que, quando se inscreveram para os eventos do Movimento pela Inovação, a maioria dos empresários apontou como motivo o interesse em “conhecer novas opções de investimento”, já que 86% “nunca obteve nenhum tipo de recurso voltado à inovação”.

Para outros 16%, o motivo da participação foi “apresentar um projeto de inovação” às instituições de fomento presentes nos encontros para descobrir a melhor maneira de viabilizá-lo e tirá-lo do papel.

Intenção de investimento

Especialmente em tempos de crise, investir em inovação, seja ela disruptiva ou incremental, é a melhor alternativa encontrada pelos empresários para driblar os seus efeitos negativos. Segundo o levantamento, mais da metade dos entrevistados, o equivalente a 55%, pretendem investir em algum tipo de inovação entre 2018 e 2020.

Para 40% dos que desejam realizar esses investimentos, a motivação principal apontada é poder “ganhar novos mercados”. Para outros 24%, “aumentar a competitividade” do negócio é o principal objetivo. Isoladamente, o “aumento do faturamento” e o “aumento da rentabilidade” são os interesses que aparecem na sequência, com 19% e 16%, respectivamente.

Neste cenário, quando questionados sobre o grau de inovação presente no modelo de negócios de suas empresas, 70% dos entrevistados afirmam comandar empresas “inovadoras ou muito inovadoras”; 16% como sendo “pouco inovadoras” e 13% apontaram estar à frente de empresas “tradicionais”.

Dificuldades para investir

Outro importante dado revelado na pesquisa foi em relação às principais dificuldades encontradas para investir em inovação. Cada entrevistado apontou três problemas. A dificuldade mais citada, por 24%, foi “obter linhas de crédito ou outras fontes de financiamento”. Em seguida, aparece a opção “carga tributária, impostos, legislação e burocracia”, com 23% das citações, e a “incerteza sobre o futuro do país”, com 14%.

“Pelo segundo ao consecutivo a pesquisa mostra que, mesmo diante das dificuldades encontradas, os empresários se mantêm confiantes e devem continuar investindo em inovação. Essa postura será determinante para impulsionar a retomada da economia no estado e no País”, diz Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Desenvolve SP.

Quanto à dificuldade sentida pelos empreendedores em encontrar linhas de financiamento para inovação, o executivo diz que a Agência está no caminho certo. “É uma realidade que está mudando. Ao dar início ao Movimento pela Inovação, em 2015, começamos a levar informação de qualidade e facilitar o acesso dos empreendedores paulistas ao crédito sustentável. Prova disso é que os financiamentos da Desenvolve SP para projetos inovadores já atingiram a cifra de R$ 123,7 milhões em todo o Estado de São Paulo. Antes dos eventos, esse montante era de apenas R$ 13,1 milhões”, diz Santos.

O Movimento pela Inovação

Transformar ideias inovadoras em negócios de sucesso é a missão do Movimento pela Inovação. Criado pela Desenvolve SP em 2015 para incentivar o investimento em inovação no Estado de São Paulo, a iniciativa cresceu e vem ganhando cada vez mais notoriedade entre os empresários e empreendedores paulistas. Nos últimos três anos já são mais de 1.600 empreendedores que estiveram presentes nos eventos e que apresentaram projetos inovadores para receber desde orientação a aportes de recursos para colocá-los em prática. São parceiras do Movimento pela Inovação importantes instituições, como a FAPESP, IPT, Embrapii, Sebrae-SP, Centro Paula Souza, IEL, BNDES e Finep

CNH Digital deve estar disponível em

todo o Brasil até fevereiro

 

A partir do próximo mês, todos os estados brasileiros devem estar obrigatoriamente aptos a disponibilizar a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). A resolução, que foi publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) em agosto do ano passado, afirma que o documento digital terá o mesmo valor jurídico da versão impressa, que continuará sendo emitida.

 

O novo formato do documento funcionará como um aplicativo de celular e estará disponível nas lojas oficiais da Apple e do Google (para aparelhos Android).

 

De acordo com Rodrigo Mourad, sócio da Cobli - startup especializada em controle de frotas, telemetria e roteirização - o novo modelo trará diversas vantagens. "Além da economia de papel, os condutores mais esquecidos também terão uma boa economia no bolso, já que a multa para quem dirige sem o documento é de R$ 88,38. Donos de empresas que possuem frotas também terão mais tranquilidade na operação, sem a preocupação de ter o veículo da empresa retido até a apresentação do certificado", diz Rodrigo.

Como obter a CNH-e?

 

A CNH-e só poderá ser solicitada por quem já possui o documento com o QR-Code, um código que possibilita a leitura das informações por aparelhos eletrônicos que já está fixado no verso de carteiras impressas desde maio do ano passado.

 

Os demais condutores terão acesso à CNH-e quando renovarem o documento.

 

Após baixar o aplicativo, o motorista terá que escolher entre usar um certificado digital (pago), que permitirá fazer todo o processo pela internet, ou procurar um posto do Detran para se cadastrar.

Também será necessário fazer um cadastro no Portal de Serviços do Denatran. Depois disso, o condutor deve realizar o "login" no aparelho em que desejar utilizar a CNH digital. No primeiro acesso, será necessário criar um PIN de segurança. Somente esse código possibilitará acesso às informações. Todos os dados serão criptografados, para garantir a segurança.

 

Ainda não há definição com relação ao custo do documento digital, já que esta determinação fica a cargo Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans).

 

 

MAIS DE 60 ANOS DE HISTÓRIA

 

 

LEITURA ONLINE

 

Confira todas as edições do Jornal de S. Caetano na íntegra! 

PUBLICIDADE

 

Confira nossa tabela de preços e reserve seu anúncio!

 

FALE CONOSCO!