Saúde de São Caetano lança programa para

 

zerar filas e restabelecer organização da rede

 

O crescimento da busca por atendimento público e o acúmulo de demandas provenientes do ano passado são alguns dos desafios urgentes enfrentados pela Secretaria de Saúde (Sesaud) de São Caetano do Sul. Soma-se a isso a necessidade de reformar unidades e reorganizar o sistema da rede.

 

A Sesaud já apresenta ações concretas para estabilizar o atendimento aos munícipes. Nesta semana, foi lançado o programa “Intensivão de Saúde”, com mutirões e ações que vão zerar as filas de exames, consultas e algumas cirurgias que se encontram acumuladas desde 2016.

 

“Encontramos, no início da nossa gestão, uma grande demanda reprimida na cidade. Estamos trabalhando muito e vamos equacionar esse problema para retomarmos o ritmo de funcionamento normal o mais breve possível”, afirma a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone

 

Para se ter ideia, o Intensivão fará cerca de 2.200 ressonâncias, 14.000 ultrassons e 700 mamografias, entre outros. O programa conta com as seguintes vertentes:

 

- Intensivão de Cirurgia Geral: Durante dois sábados serão realizados mutirões para realização das seguintes cirurgias Patologia Orificial (cerca de 40 intervenções), Hérnias (60) e Vesículas (120).

 

- Intensivão de Exames em Imagem: De 20 de março a 25 de abril, uma ação conjunta entre Prefeitura, Beneficência Portuguesa e FIDI (Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem) vai zerar as filas em uma série de exames: 2.600 tomografias, 14.000 ultrassons, 300 densitometrias, 2.200 ressonâncias magnéticas e 1.400 ultrassonografias com Doppler.

 

- Intensivão do Mês da Mulher: Por meio de uma ação concentrada no Caism (Centro de Atenção à Saúde Integral da Mulher), no Bairro da Fundação, de 20 a 25 de março, serão zeradas as filas de cirurgias ginecológicas, com 50 histeroscopias e 30 correções de incontinência urinária, além de realizadas cerca de 700 mamografias.

 

- Intensivão de Especialidades: Grande ação para atender a toda a demanda acumulada de consultas em diversas especialidades, sendo as principais: dermatologia, cardiologia, hematologia, neurologia, entre outras.

 

Durante o Programa São Caetano Bairro a Bairro, a Sesaud realiza o Gente Cuidando de Gente. Neste ano, já foram atendidos os Bairros Nova Gerty, Barcelona e Olímpico. O último, nesta semana (dia 22), registrou 932 atendimentos médicos em 14 especialidades, na UBS Catarina Dall’Anese, no Olímpico.

 

A grande procura pelo Hospital Infantil Márcia Braido, nos últimos dias, é reflexo de uma série de fatores: o atendimento insuficiente ou inexistente nas cidades vizinhas faz com que muitos moradores de outras cidades procurem a unidade são-caetanense; e a crise econômica faz com que muitas famílias abandonem seus planos de saúde e procurem o serviço público. No caso do Hospital Márcia Braido, a procura é ainda maior devido a unidade ser referência na saúde infantil. Recentemente, ainda, por conta da repentina mudança de temperatura, ocorreu grande incidência de casos respiratórios e de gripe.

 

A Secretaria de Saúde está trabalhando pela normalização do atendimento, já alcançando uma gradual estabilização no tempo de atendimento